Page Nav

HIDE

Últimas notícias:

latest

CAMPANHA - COMBATE A DENGUE


Comissão da CLDF aprova projeto que permite pagar passagens com Pix

Comissão da CLDF aprovou o projeto de lei que permite o pagamento de passagens do transporte público por meio de Pix


Divulgação/Semob

A Comissão de Transporte e Mobilidade Urbana (CTMU), da Câmara Legislativa do Distrito Federal (CLDF), aprovou, nessa quarta-feira (20/9), o projeto de lei que permite o pagamento de passagens do transporte público por meio de Pix. O PL 402/2023 é de autoria do deputado Joaquim Roriz Neto (PL) e busca facilitar o acesso aos ônibus e ao metrô da capital federal.

Além disso, o texto também tem o objetivo de garantir mais segurança aos usuários e, principalmente, aos rodoviários. Agora, o projeto segue para a Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) e a Comissão de Economia, Orçamento e Finanças (CEOF). Na sequência, será encaminhado para apreciação pelo plenário da CLDF.

“Além de seguro, o Pix tornou-se um dos principais meios de pagamento, desde sua implementação. Portanto, incluí-lo entre as opções disponibilizadas, facilitará o acesso dos usuários”, ressaltou Joaquim Roriz Neto.

Ainda de acordo com o distrital, a nova forma de pagamento resolverá o problema da falta de troco. “Por vezes, os passageiros dos ônibus têm que ficar aguardando o troco, ou simplesmente são orientados a descer pela porta da frente, por falta de dinheiro trocado”, exemplifica.
Recarga com Pix

No mês passado, o BRB Mobilidade passou a permitir a recarga do cartão que dá acesso ao transporte público do Distrito Federal por meio de Pix.

O operador do sistema de bilhetagem automática do DF calculou que, agora, mais de 280 mil usuários do aplicativo BRB Mobilidade poderão comprar créditos de transporte de maneira mais rápida e com mais comodidade.

O pagamento via Pix é feito pelo próprio aplicativo, e o valor comprado fica disponível em até 5 minutos para ser usados nos validadores on-line.

Os validadores off-line da Companhia do Metropolitana do Distrito Federal (Metrô-DF), bem como os ônibus da Marechal e da Sociedade de Transportes Coletivos de Brasília (TCB), já estão adaptados à nova tecnologia. Em relação às demais empresas de ônibus, a mudança será gradual, segundo o BRB Mobilidade.

“A atuação do BRB na operacionalização do serviço de transporte público do DF reforça o papel de banco público voltado para o desenvolvimento econômico, social e humano da região. Seguiremos investindo em melhorias para a população, com foco em um atendimento cada vez mais ágil e moderno”, afirmou o presidente da instituição financeira, Paulo Henrique Costa.

Nenhum comentário




Latest Articles