Page Nav

HIDE

Últimas notícias:

latest

Ads Place


PIADA PRONTA - MPF e PF investigam se Bolsonaro 'importunou' baleia jubarte em passeio de jetski

Enquanto a Amazônia e o Pantanal se acabam em queimadas, muitas delas criminosas, uma publicação do Diário Oficial do Ministério Público, afirma que ex-mandatário teria sido gravado ao lado do animal em São Sebastião, litoral-norte de São Paulo e propõe investigação do ex-presidente. 

Por Luísa Marzullo — Rio de Janeiro

MPF investiga se Bolsonaro importunou baleia jubarte em São Sebastião — 
Foto: AFP/Divulgação/IBAMA

O Ministério Público Federal anunciou nesta sexta-feira que irá acompanhar um inquérito da Polícia Federal que investiga se o ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) importunou uma baleia jubarte em uma visita à São Sebastião, em São Paulo, em junho deste ano. Na ocasião, o ex-mandatário teria se aproximado do animal enquanto pilotava um jetsky. A informação foi divulgada em edição do Diário Oficial do MPF.

De acordo com a procuradora Marília Soares Ferreira Iftim, vídeos e fotos publicados em redes sociais mostraram o momento em que a mota náutica, de motor ligado, chegou a 15 metros da baleia, que estava na superfície. "Considerando que as imagens foram feitas a partir de outra embarcação e é possível identificar que há uma única pessoa na moto náutica, que está pilotando e gravando um vídeo no celular ao mesmo tempo. Atribui-se a identidade desta pessoa, supostamente, ao ex-presidente Jair Messias Bolsonaro", disse, afirmando que ainda há necessidade de melhor elucidação dos fatos.

Em junho deste ano, durante o feriado de Corpus Christi, Bolsonaro a cidade de São Sebastião, quando se hospedou em uma casa na Praia de Maresias e posou para fotos com apoiadores.

Em agosto deste ano, um vereador foi multado em R$ 2,5 mil pelo Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) por 'molestar intencionalmente' uma baleia jubarte justamente nesta região. Wagner Teixeira (Avante) publicou, em suas redes sociais, um vídeo que ao lado do animal no dia 12 de junho.

De acordo com a legislação brasileira, ‘molestar de forma intencional qualquer espécie de cetáceo’ é uma infração administrativa contra o meio ambiente. " É vedado a embarcações aproximar-se de qualquer espécie de baleia com motor ligado a menos de 100 metros de distância do animal", diz uma portaria do Ibama.

Todavia, até o momento não existe qualquer manifestação sobre as queimadas no Amazonas que vem tirando o sono da população e matando a fauna e flora, bem como o mesmo que acontece no Pantanal Mato-grossense. Isto é Brasil! 

Nenhum comentário




Latest Articles