Page Nav

HIDE

CLDF - Campanha Abuso Não

Últimas notícias:

latest

CAMPANHA - COMBATE A DENGUE


Futura dupla no Flamengo, Arrascaeta e De La Cruz só perderam uma vez juntos e têm 75% de aproveitamento

Contratação definida pela diretoria no último sábado, meia de 26 anos tem 12 partidas ao lado de Arrasca na seleção uruguaia

Por Fred Gomes — Rio de Janeiro


Cabeças pensantes de sua respectivas equipes, os uruguaios Arrascaeta e De La Cruz serão companheiros no Flamengo em 2024. A julgar pela parceria que fazem com a camisa do Uruguai, o torcedor rubro-negro pode encher-se de esperança. Com os dois em campo, a seleção disputou 12 jogos, com oito vitórias, três empates e uma única derrota - 75% de aproveitamento.

Neste recorte, a seleção uruguaia marcou 22 gols, e a dupla teve participação em 10 deles. Cada um marcou dois e deu uma assistência. Nos outros quatro, De La Cruz bateu dois escanteios que terminaram em gol após desvios parciais. O mesmo aconteceu uma vez com Arrascaeta, que ainda cruzou para um gol contra.

O nascimento da dupla

A primeira partida em que atuaram juntos foi disputada em 8 de outubro de 2020, sob orientação do Maestro Óscar Tabárez. Os dois foram titulares na vitória por 2 a 1 sobre o Chile, pelas eliminatórias da Copa do Mundo de 2022. O jogo marcou a estreia de De La Cruz na seleção uruguaia. Ele saiu aos 11 minutos do segundo tempo, e Arrascaeta, aos 21.

A dupla só voltaria a jogar junta no ano seguinte, na Copa América, no dia 21 de junho. O adversário novamente foi o Chile, mas dessa vez o Uruguai não venceu e ficou no 1 a 1. Os dois fizeram linda jogada em que De La Cruz cruzou, Arrascaeta escorou, e Cavani parou em defesaça de Bravo. Novamente foram titulares e ambos saíram no segundo tempo.

A primeira participação em gol

Três dias depois, no terceiro jogo que iniciaram juntos pela Celeste, veio a primeira participação direta em gol. Lançado no fundo, Arrascaeta cruzou na direção de Cavani, mas o zagueiro Jairo Quinteros jogou contra o próprio patrimônio no lance que abriu a vitória do Uruguai por 2 a 0 sobre a Bolívia.

A última partida dos dois juntos naquela Copa América deu-se na vitória por 1 a 0 sobre o Paraguai sem nada de muito especial de ambos. Arrascaeta saiu aos 22 minutos da etapa final, e De La Cruz jogou os 90 minutos.

Ainda em 2021, em outubro, Arrascaeta e De La Cruz dividiram campo no empate por 0 a 0 com a Colômbia, pelas eliminatórias. Dessa vez, porém, não formaram dupla porque Cruz substituiu Arrasca ainda aos 44 minutos do primeiro tempo, quando queixou-se de dores.

Diego Alonso diminui tempo da dupla

Treinador que ao fim do seu trabalho à frente do Uruguai terminaria muito criticado por conta da não classificação à segunda fase da Copa do Qatar, Diego Alonso já chegou instituindo o fim da dupla junta em jogos desde o início. Começava um ou o outro.

Em 29 de março de 2022, contra o Chile, em Santiago, Arrascaeta substituiu De La Cruz aos 18 minutos do segundo tempo. A substituição deu certo. O 14 do Flamengo bateu escanteio fechadinho, Araújo raspou, e Suárez abriu o placar da vitória por 2 a 0 com uma linda bicicleta.

Em 11 de junho, Alonso muda. Arrascaeta começa amistoso contra o Panamá e dá assistência para Cavani. De La Cruz substituiu o meia rubro-negro e marca seu primeiro com a camisa da Celeste, o terceiro da goleada por 5 a 0, num chute da entrada da área.

No penúltimo amistoso antes da Copa do Mundo, na derrota por 1 a 0 para o Irã, De La Cruz e Arrascaeta ficaram no banco. O primeiro entrou no intervalo, e o outro, aos 27 minutos da etapa final. A dupla não conseguiu evitar o revés.

Na partida que fechou a preparação para o Mundial, De La Cruz abriu o placar da vitória por 2 a 0 sobre o Canadá com um bonito gol de falta. Arrascaeta entrou no intervalo, e Cruz saiu aos 27 minutos.

Copa do Mundo

A dupla só esteve em campo junta numa partida da Copa do Mundo do Qatar. Na estreia, apenas De La Cruz atuou no empate por 0 a 0 com a Coreia do Sul. Entrou aos 33 minutos da etapa final.

No segundo jogo, foi a vez de De La Cruz não ser nem utilizado. Arrascaeta entrou aos 17 minutos da etapa final, mas não pôde impedir a derrota por 2 a 0 em Portugal.

Somente na rodada final do Grupo H, com o Uruguai em grande desvantagem, Alonso resolveu escalar Arrascaeta. O meia do Flamengo deu a resposta com dois gols, um deles num lindo voleio. De La Cruz entrou na etapa final. A vitória por 2 a 0, porém, foi insuficiente, e a Celeste foi eliminada no saldo de gols. O treinador caiu junto.

Bielsa faz de De La Cruz protagonista

Substituto de Diego Alonso, o argentino Marcelo Bielsa não pôde contar com Arrascaeta nas duas primeiras rodadas das eliminatórias para a Copa do Mundo de 2026. O rubro-negro se recuperava de lesão no bíceps femoral da coxa esquerda.

Em perfeitas condições físicas, De La Cruz estreou nas eliminatórias com atuação de gala contra o Chile. Dois gols - um deles muito bonita - e uma assistência na vitória por 3 a 1.

Arrascaeta faz seu primeiro jogo nas eliminatórias da Copa de 2026 no empate com a Colômbia por 2 a 2, em Montevidéu, entrando aos 16 minutos da etapa final. Nesse duelo, De La Cruz jogou os 90 minutos e bateu o escanteio do gol de Olivera. Só não contou como assistência porque houve leve desvio antes.

Nos dois jogos seguintes do Uruguai, vitórias por 2 a 0 sobre Brasil e Argentina, Arrascaeta não entra, e De La Cruz volta a ser o cara. Fez um belo gol contra o time de Diniz e deu linda assistência para Darwin Núñez diante dos hermanos.

No último compromisso do Uruguai pelas eliminatórias em 2023, os dois participaram da vitória por 3 a 0 sobre a Bolívia. De La Cruz começou, cobrou escanteio que resultou em gol contra de Vilamíl e deu assistência de cabeça para Núñez. Aos 28 minutos do segundo, ele foi substituído por Arrascaeta.

Nenhum comentário




Latest Articles