Page Nav

HIDE

Últimas notícias:

latest

CAMPANHA - COMBATE A DENGUE


Mãe é presa por violência sexual e verbal e negligência contra filhos

Acusada por estupro de vulnerável, investigada foi presa preventivamente nesta 6ª, a mando da Justiça, por violência contra os quatro filhos


PCDF/Divulgação

A Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF) cumpriu mandado de prisão, na manhã desta sexta-feira (5/4), em desfavor de uma mãe investigada por cometer diversos crimes contra os filhos, todos menores de idade. As denúncias incluem casos de negligência, omissão de cuidados essenciais, ameaça, abandono e violência sexual.

A investigada mora sozinha com os filhos e, segundo as apurações policiais, costumava deixá-los trancados em casa, sem comida e sobrevivendo com ajuda de parentes ou até desconhecidos. Entre os episódios de violência verbal e física denunciados, há relatos de agressões com socos e pauladas, humilhações e ameaças de morte.

Além disso, os filhos mais velhos eram privados de frequentar a escola e de ter momentos de lazer típicos da faixa etária. Em vez disso, eram obrigados a fazer atividades domésticas, como cuidar do irmão mais novo, de 1 ano. Os demais não tiveram as idades divulgadas.

Veja imagens da suspeita:

Investigada responde a processo por violência sexual contra adolescente de 16 anos PCDF/Divulgação

Ela foi presa preventivamente, por ordem da Vara Criminal e Tribunal do Júri de Brazlândia PCDF/Divulgação

A detida está desempregada e é dependente química. Com o dinheiro de benefícios sociais pagos pelo governo, em virtude das condições econômicas da família, ela sustentava vícios em drogas e álcool e deixava de suprir as necessidades domésticas e dos filhos, segundo a PCDF.

A 18ª Delegacia de Polícia (Brazlândia) apura o caso. Por meio dos depoimentos recebidos, os investigadores descobriram que a mãe efetuava práticas sexuais na frente dos filhos e que havia sido condenada em primeira instância por estupro de vulnerável.


O crime, cometido em 2021 contra uma adolescente de 16 anos, rendeu à investigada pena de 10 anos e 6 meses de prisão. O processo ainda corre na Justiça, em fase de recurso, e a acusada respondia em liberdade. O mandado de prisão preventiva cumprido nesta sexta-feira (5/4) partiu da Vara Criminal e Tribunal do Júri de Brazlândia.

Nenhum comentário




Latest Articles