Page Nav

HIDE

Últimas notícias:

latest

CAMPANHA - COMBATE A DENGUE


Casal é encontrado morto na mesma casa com menos de 24 horas de diferença em SC

Ausência de marcas de violência e causas aparentes para as mortes intriga os investigadores, que aguardam laudos periciais

Por Luisa Bertola, O Globo — Rio de Janeiro

Casal é encontrado morto com menos de 24 horas de diferença em área rural de SC — Foto: Divulgação/Polícia Civil

Um casal foi encontrado morto em uma casa na área rural de Itaiópolis, em Santa Catarina, em um intervalo de menos de 24 horas. A mulher, identificada como Ângela Maria Kazmierczak Partala, de 44 anos, foi encontrada no último domingo, já Gerônimo Kosmala, de 58, na segunda-feira. As duas mortes são investigadas pelo Polícia Civil.

Os corpos não tinham marcas de violência. Segundo o delegado responsável pelo caso, Eduardo Borges, os dois tinham um relacionamento, mas não viviam juntos.

— A casa era do homem. Ele tinha 58 anos, e a mulher estava alguns dias na casa. A natureza do relacionamento deles não é bem exata — disse o delegado ao GLOBO.

Saiba quem é o personal trainer preso por suspeita de importunação sexual no GO
Navio chegou ao telhado do escritório de um estaleiro em Taquari (RS), a 20 metros acima do nível do rio

Ainda de acordo com o delegado, a casa onde os corpos foram encontrados era de Gerônimo, e Ângela estava passando uns dias no local.

Ângela Maria Kazmierczak Partala foi encontrada morta na casa de 
Gerônimo Kosmala — Foto: Reprodução

No domingo, os agentes foram acionados por conta da morte da mulher. No dia seguinte, menos de 24 horas depois, eles foram convocados novamente por conta da morte do homem. Borges explica que uma sobrinha de Gerônimo, também residente no endereço, foi a responsável por acionar os agentes.

O delegado ainda destaca que não foram encontrados marcas de agressão ou sinais que ajudem a identificar o que está por trás dos dois óbitos. Com isso, a polícia aguarda os resultados dos laudos periciais.

— Ainda não tem os laudos periciais. Com isso, a causa da morte ainda é incerta porque depende de exames laboratoriais. E enquanto não houver a concretização desses exames, a linha de investigação segue em aberto, estamos adotando todas as linhas possíveis — explica o delegado.

Nenhum comentário




Latest Articles