Celina Leão representa contra a professora Sandra Leite Teixeira


A deputada Celina Leão (PDT) representa contra a professora Sandra Leite Teixeira no Ministério Público, no Conselho de Educação, na Comissão de Ética da Câmara Legislativa e na Delegacia da Mulher. A decisão da parlamentar veio depois que a professora agrediu verbalmente um grupo de jovens militantes do PSDB. O episódio foi registrado em vídeo, que circula nas redes sociais.
A mulher vai aos extremos contra uma jovem, branca e loira. Além de acusações contra o candidato à presidência Aécio Neves (PSDB). A professora cospe no grupo e insulta a jovem: “loirinha feia, loirinha de merda, deve ser puta. Vagabunda e puta! ”, gritava Sandra Leite Teixeira e ameaçava: “Se vier vai apanhar, xô daqui!”.
A educadora foi candidata a deputada distrital pelo Partido Comunista Brasileiro (PCB), na ocasião militava pela reeleição da presidente da Republica Dilma Rousseff (PT).
Para Celina Leão o que aconteceu foi uma afronta à democracia. “Vivemos em um país democrático, onde a liberdade de expressão é garantida. A professora mostrou sua intolerância com atitudes que devem ser banidas, como a discriminação racial, a calúnia e a afronta à liberdade de expressão. Um episódio lamentável para uma educadora, por isso vamos buscar as instâncias legais para que fatos desta natureza não voltem a acontecer”, declara a deputada.

<iframe width="420" height="315" src="//www.youtube-nocookie.com/embed/gMZSwqaYlY8?rel=0" frameborder="0" allowfullscreen></iframe>

Postar um comentário

0 Comentários