Page Nav

HIDE

CLDF - Campanha Abuso Não

Últimas notícias:

latest

CAMPANHA - COMBATE A DENGUE


BRASILIA - Suspeito de cometer 35 crimes é preso em Vicente Pires

Só na 3º Delegacia de Polícia, o criminoso possui nove passagens nos últimos dois anos, sendo que seis são por roubo qualificado

Thaissa Leone
thaissa.leone@jornaldebrasilia.com.br


Um jovem de 20 anos, suspeito de cometer 35 crimes em cinco regiões, foi preso na manhã desta quinta-feira (12), por volta das 8h30, em Vicente Pires.  Lucas Ribeiro Alves Guilherme foi pego em flagrante enquanto saía com um veículo com placa clonada de sua residência - resultado de um roubo em Taguatinga.

Segundo a delegada-chefe da 3ª Delegacia de Polícia (Cruzeiro Velho, Claúdia Alcântara, o criminoso possui nove passagens apenas nesta delegacia. "São seis por roubo qualificado - quando há lesão corporal - e as demais por tráfico de drogas", revela. 

Ainda de acordo com a delegada, ele já foi preso em flagrante em outras ocorrências. "Em 2013, 2014 e em janeiro deste, ele fez vários assaltos. O Lucas também tem passagem por clonar a placa de um véiculo", explica ela. O jovem agia em lugares como Octogonal, Setor de Indústrias Gráfica (SIG), Setor Militar Urbano (SMU), Cruzeiro e Sudoeste.

Investigação
A 3º Delegacia de Polícia identificou o suspeito após o ser reconhecido por  uma vítima, que foi assaltada no Sudoeste, em fevereiro deste ano. Após o ocorrido, uma investigação foi aberta e um pedido de mandato de prisão temporária foi realizado. Para prender  o suspeito em flagrante, a polícia começou a monitorá-lo.

Especialidade
Em depoimento, o criminoso contou para polícia que a especialidade dele era furtar estepes e o que havia no interior, mas também roubava veículos. "Ele utilizava luvas e passava substâncias para anular a impressão digital dos dedos, além de usar chave de fendas", acrescentou Cláudia. A delegada também informou que ele vendia os estepes e pneus por R$140.

Ainda de acordo com ela, desta vez o suspeito responderá por roubo e clonagem de veículo. "Ainda não sabemos quantos anos de prisão ele pode pegar, por conta dos diversos crimes", acrescentou ela.


Fonte: Da redação do Jornal de Brasília

Nenhum comentário




Latest Articles