Page Nav

HIDE

Últimas notícias:

latest

CAMPANHA - COMBATE A DENGUE


ENTORNO - Vian volta a circular. Porém, com os pês no chão


"Não dar um passo maior que a perna". É com esta premissa que a Viação Anapolina retoma as operações no Entorno Sul, inicialmente no Jardim ABC e setores adjacentes, em Cidade Ocidental. A frota de 34 ônibus, composta por veículos de 2006 a 2011, será vistoriada amanhã pela ANTT e aguarda um posicionamento da Agência para então começar a rodar.

Antenor Mito Filho, assessor jurídico administrativo da Vian, explica que a retomada das operações no Entorno Sul é vista com cautela, tanto por parte da administração da empresa quanto da Justiça. "Devido às deficiências de transporte naquela região, a ANTT nos convidou diversas vezes para operamos, já que as atuais empresas não dão conta do serviço. Como a recuperação judicial prevê a manutenção da atividade econômica da Vian, que é transporte de passageiros, aceitamos mas com ressalvas. A ANTT terá de fiscalizar e coibir o transporte pirata na região para termos condições de operar, para termos rentabilidade, do contrário se a operação der prejuízos por conta da atuação predatória dos piratas e das cooperativas, a administração judicial pode revogar esta operação. Até mesmo a Pioneira vai ter que sair do ABC, a linha que ela faz é até a divisa mas por conta da situação que se encontra o transporte do Entorno, deixaram ela entrar lá, mas não pode. A linha não pode dar prejuízo para a Vian, do contrário o juiz responsável pela recuperação pode entender como uma atitude irresponsável retomarmos linhas deficitárias, que oneram mais o caixa da empresa, e no momento em que estamos tentando recuperar a saúde financeira da Vian, temos que ter os "pés no chão". Hoje, a operação das nossas linhas é compatível com a nossa realidade financeira. Qualquer retomada no Entorno é bem-vinda e bem vista até mesmo pela Justiça, mas tem que ser rentável. Temos estrutura, garagens, ônibus para rodar, mas é um passo de cada vez agora. Se a operação no ABC der certo, ótimo. Torcemos para isso. Será bom para a população, será bom para nós. Estamos prontos para ofertar um bom serviço, mas para isso é preciso que a ANTT faça a parte de fiscalização, e ela já se comprometeu a fazer isto", diz.

Antenor diz que a frota a ser utilizada nas linhas é composta por ônibus seminovos. "São veículos que foram adquiridos em 2006, 2008 e 2011. Estão todos com a manutenção em dia, reformados e falta somente a vistoria da ANTT para ver se está tudo ok. Contratamos também os melhores motoristas que tínhamos na época em que operávamos. Não temos dia definido para começar a rodar, depende da ANTT".

Sobre os vales-transportes, a Vian diz que não os aceitará. Antenor explica que a recuperação judicial impede que a empresa pegue os vales retidos dos passageiros. "Mesmo que quiséssemos pegar os vales dos passageiros, não podemos. No momento em que fazemos o documento da recuperação judicial, apresentamos todas as nossas dívidas com nossos credores e de que forma os pagaremos, à médio e o longo prazo dentro da realidade financeira da Vian. Quando faz-se a assembleia dos credores, o administrador judicial recebe os credores que estão na lista e também credores externos, desde que esses comprovem que a Vian os deve. Então para o passageiro receber o valor dos vales, vamos dizer assim, ele ser ressarcido, no momento da Assembleia ele deveria se manifestar e provar que a Vian o deve. Só podemos pagar dívidas que estão estabelecidas no plano de recuperação judicial. Dívidas externas que não foram manifestadas em assembleia de credores, não podemos pagar. A Justiça não deixa. Se fizermos isto, corre-se o risco do plano ser revogado e aí sim a falência é uma certeza. Temos que cumprir rigorosamente o plano e o cronograma estabelecido. O cumprimento à risca do plano aliado à rentabilidade da empresa nas linhas que opera é fundamental para quitarmos as dívidas, é a certeza que liquidaremos junto a nossos credores. Ninguém quer a falência, portanto todos os credores na Assembleia aceitaram as condições do plano, portanto vamos cumprir o que está determinado", explica.


Fonte: Entorno Online

Nenhum comentário




Latest Articles