Garota sequestrada em van escolar no DF foi vítima de estupro, diz polícia

Ex-namorado e dois colegas levaram menina de 13 anos para Arinos (MG). Suspeito não aceitava fim do relacionamento; trio foi preso no sábado.

Isabella Formiga
Do G1 DF


A adolescente de 13 anos que foi sequestrada de dentro de uma van escolar na última sexta-feira (24), em Planaltina, no Distrito Federal, foi vítima de estupro, segundo a Polícia Civil. O suspeito é um ex-namorado dela, que não aceitava o fim do relacionamento.

Outros dois jovens participaram da ação. Os três foram presos em Arinos, Minas Gerais, a 250 km de Brasília, onde a menina foi mantida refém.

De acordo com a polícia, os três jovens interceptaram a van escolar na volta da aula. Um deles estava armado. Eles puxaram a menina pelo cabelo. Ela ficou ferida na boca.

Segundo o delegado-chefe da Divisão de Repressão a Sequestros (DRS), Leandro Ritt, o ex-namorado permaneceu na direção do veiculo enquanto os colegas renderam o motorista e retiraram a menina à força.

Casa em Arinos (MG), onde trio do DF manteve refém garota de 13 anos (Foto: Polícia Civil/Divulgação)

“Colocaram no veículo. A arma foi devolvida ao proprietário e seguiram para Arinos, chegando no final de sexta-feira. Pernoitaram em dormitório e no sábado se mudaram para a casa emprestada por conhecido deles”, diz o delegado.
Trio preso suspeito de sequestrar jovem de 13 anos dedentro de van escolar (Foto: Isabella Formiga/G1)

A casa onde a garota foi mantida refém é de um amigo do ex-namorado. Segundo o delegado, o proprietário cedeu o imóvel sem saber para que seria usado e estava pescando no dia do crime.

“Nesse local, a garota permaneceu praticamente sem se alimentar e foi estuprada mais de uma vez pelo ex-namorado.” Ela comeu apenas macarrão instantâneo e tomou refrigerante, afirma Ritt.

Segundo a polícia, o ex-namorado da vítima aparentou “desequilíbrio emocional”. Ritt diz que o trio tinha intenção de continuar a fuga. “O plano deles era se deslocar até a cidade de Barreiras, na Bahia. Quanto mais longe de Brasília, mais difícil a localização.”

A polícia disse que foi avisada sobre a presença do grupo em Arinos na noite de sábado (25). Na cidade mineira, os agentes identificaram o veículo usado pelos sequestradores quando eles deixavam o cárcere.

Com os suspeitos, também foi encontrado veneno de rato. Segundo Ritt, as investigações levam a crer que o intuito dos rapazes era matar a vítima.

Os suspeitos foram indiciados por lesão corporal, sequestro e cárcere privado com base na Lei Maria da Penha. O ex-namorado da garota também vai responder por estupro de vulnerável.

O veículo usado no crime era do ex-namorado da vítima e foi apreendido para perícia. A ficha do rapaz inclui uma ameaça, feita contra outro jovem que manteve relacionamento com a menina de 13 anos.


Postar um comentário

0 Comentários