Novo Gama e Santa Maria empenhados no combate a erosões



Governo do Distrito Federal também reconhece o problema e decide atuar em parceria com a Prefeitura de Novo Gama para evitar novas erosões

A Prefeitura de Novo Gama, por meio da Secretaria de Infraestrutura Urbana, se reuniu na última sexta-feira (8), com o administrador de Santa Maria, Nery Moreira. O encontro teve a finalidade de celebrar uma parceria entre as duas cidades afim de viabilizar e solucionar o problema das erosões que assolam desde muito tempo bairros do município.

Durante a reunião que durou aproximadamente três horas, ficou constatado que existem algumas quadras residenciais em Santa Maria e no Novo Gama que não possuem drenagem de águas pluviais, o que contribui significamente para o surgimento de voçorocas (buracos).

Devido as cidades estarem em estados diferentes, ficou decidido que os relatórios de constatação dos problemas e as possíveis soluções estruturais, tanto de Santa Maria, quando de Novo Gama serão encaminhados para a promotoria de justiça do meio ambiente do Distrito Federal para a realização do termo de cooperação entre o município goiano e o governo do Distrito Federal com a finalidade de solucionar o problema.

Após a reunião, o secretário Warlei Lucio acompanhado pelos engenheiros Fernando Paixão, Marcos Armando e Danilo Pimenta, juntamente com o secretário adjunto de infraestrutura e urbanismo do Distrito Federal, Mauricio Canovas, do diretor geral do Departamento de Estradas e Rodagens, Henrique Ludovice e do representante da Novacap Claudio Marcio realizam um mapeamento do percurso da água nas regiões de Santa Maria e Novo Gama e constataram que o problema é mais sério do que se imaginava. Eles ainda decidiram agilizar a elaboração das medidas e encaminhar o quanto antes à promotoria a fim de que seja selado o termo de cooperação.

Entenda o caso
Devido à falta de rede de captação de águas pluviais, a força das águas, principalmente em época de chuva, acaba por danificar e enfraquecer o solo acarretando em surgimento de voçorocas, que posteriormente viram erosões. No caso de Santa Maria, toda água não captada pelas redes de drenagem, correm pelas principais avenidas da cidade, ganhando força e desaguam no município goiano, que por sua vez, também não tem cobertura 100% de redes da captação e com isso, ocorre o surgimento de erosões, sendo que a cidade é a mais afetada pelo problema.

A prefeitura enfatiza que com a realização desta parceria os problemas causados por estas grandes erosões será resolvido. 


Fonte - Agência Satélite

Postar um comentário

0 Comentários