Miro Gomes - Um Conselheiro a altura do povo de Santa Maria

Após o final da apuração dos votos do processo eleitoral para a escolha dos novos Conselheiros Tutelares do Distrito Federal, vários candidatos contestaram o resultado das urnas, alegando “fraude” e desorganização do processo que teve de tudo, até mesmo ações judiciais e “sumiço de votos”. Ao contrário de muitos, outros candidatos comemoram de forma eufórica a vitória nas urnas por terem sido escolhidos a defenderem o Estatuto da Criança e do Adolescente em suas comunidades pelos próximos quatro anos. Foi o caso do recém-eleito Conselheiro Tutelar por Santa Maria Sul, Amir Gomes Nogueira, popularmente conhecido por Miro Gomes, que conseguiu se eleger com 327 votos, sendo o terceiro mais votado na região de Santa Maria Sul.
Após o resultado das urnas, Miro se disse feliz por ter sido eleito, mas mostrou descontentamento pelo desgaste durante o processo de escolha dos conselheiros. “Foi muita desorganização, falta de profissionalismo, inexperiência por parte da organização e em muitas ocasiões pensamos que o processo seria paralisado devido as várias ações judiciais impetradas”, disse.
O mais novo Conselheiro Tutelar fez uma campanha “de gente grande”, mostrando profissionalismo e organização. Apoiado por Jaqueline Silva, reconhecida liderança política e uma das primeiras moradoras de Santa Maria, MIRO GOMES foi para a rua e buscou um a um os votos recebidos. “Fizemos uma campanha bonita e esperávamos ultrapassar a marca dos 1000 votos. Todavia, devido a problemas de organização, a maioria dos nossos amigos não conseguiu votar”, enfatizou.
Até se eleger Conselheiro Tutelar, Miro Gomes escreveu uma história em Santa Maria. Mineiro da cidade de Patos de Minas, mora no DF há 42 anos e em Santa Maria, desde 1991. Aos 52 anos, é casado, pai de duas filhas e avô de três netos. Formado em Gestão Pública, já foi de engraxate a comerciante. Evangélico, desenvolve projetos para ajudar e resgatar dependentes do álcool e das drogas, encaminhando-os para casas de recuperação.
Em 2002, ao perceber a carência de serviços públicos em Santa Maria, começou a atuar como militante político, apoiando e defendendo “com unhas e dentes” a campanha da moradora Jaqueline Silva, então candidata ao cargo de deputada distrital. Ele acredita que faltou pouco para que a cidade tivesse um deputado eleito de fato e de direito. “Tenho plena convicção de que, se já tivéssemos elegido um deputado distrital para nos representar e lutar pelos interesses de nossa comunidade, estávamos vivendo em uma cidade bem melhor e isso fizemos por Jaqueline Silva em dois pleitos. Infelizmente ela não foi eleita, mas ficamos satisfeitos, uma vez que a campanha só cresceu, ou seja, nesta última, ficamos a poucos votos de elegê-la, atualmente ela é primeira suplente”, relatou.
Após o sucesso nas disputas de Jaqueline Silva, Miro resolveu ser, na última eleição, candidato a uma vaga para Conselheiro Tutelar em Santa Maria Sul, pleiteando uma das 200 vagas disponibilizadas em todo DF, eleições estas, que tiveram mais de vinte e seis mil inscritos, sendo que quase oito mil fizeram a prova, desses, pouco mais de quatro mil foram aprovados e menos de três mil conseguiram cumprir as exigências e entregar a documentação dentro do prazo estipulado.
Passada a fase documental, Miro afirma que a campanha corpo a corpo foi a mais árdua e conturbada, mas ao lado de amigos saiu a campo na busca de apoio e, diga-se de passagem, “apesar de ser um dos votos mais difíceis de conquistar, ficou satisfeito em ver reconhecido o seu trabalho”. Segundo ele, por se tratar de uma eleição facultativa, aonde o eleitor não é obrigado a votar, a disputa foi acirrada e desgastante, “mas graças a Deus e a ajuda de familiares e amigos consegui ser eleito com 327 votos”.
Após ser diplomado, Miro faz agradecimentos a todos os que de alguma forma contribuíram para o sucesso da sua luta. “Agradeço a DEUS e a cada um que de alguma forma contribuiu para a vitória e sucesso da nossa eleição e agora depois de diplomado e empossado como Conselheiro Tutelar em Santa Maria Sul, peço a Deus muita fé, força, sabedoria e coragem para honrar cada voto que me foi confiado, dando o meu melhor em prol das nossas crianças, adolescentes e jovens, contribuindo sempre para o bem-estar familiar e social da nossa comunidade”, finalizou.



Fonte - Agência Satélite


Postar um comentário

0 Comentários