Ex-Prefeito Doka é preso no DF – Político é acusado de pertencer a uma quadrilha que roubava cargas de carne

Uma operação da Delegacia de Roubos e Furtos – DRF/PCDF colocou na cadeia uma quadrilha especializada em roubos de cargas de carnes que era distribuída em açougues em Ceilândia e Samambaia, e um estabelecimento do ramo em um supermercado de Novo Gama.
Entre os presos pelos policiais, está nada mais, nada menos do que o ex-prefeito João de Assis Pacífico, popularmente conhecido por Doka, que é acusado de receptação qualificada de mercadoria roubada.
De acordo com a DRF, Doka foi preso em foi preso após investigação e rastreamento da carga que foi roubada no último sábado (25), no km 173 da BR-153, próximo ao Posto Matinha, no município de Campinorte/GO.
Ao receberem a denúncia, os policiais começaram o rastreamento e descobriram que a carga estava escondida em um depósito no Recanto das Emas. No último domingo (26), ao distribuírem a carga roubada em vários estabelecimentos, inclusive em um supermercado de propriedade de Doka, no Novo Gama, a quadrilha foi presa e encaminhada para o Departamento de Policia Especializada da PCDF.


Foram recuperadas pelos agentes 145 peças de carnes bovinas, avaliadas em aproximadamente R$ 230 mil.
Os crimes são de roubo e receptação qualificada. Os assaltantes estão foragidos e são procurados pela corporação, mas, os receptadores foram parar atrás das grades e de acordo com o delegado, ficarão a disposição da justiça. Por sua vez, o ex-prefeito pagou fiança e já está transitando livremente pelas ruas de Novo Gama, de onde aguardará o julgamento em liberdade. Ainda, segundo o delegado-chefe da DRF, Fernando César Costa, pelo menos 20 pessoas, inclusive agentes públicos, integrantes de uma quadrilha voltada para o roubo de cargas, foram presas nas quatro fases da operação apelidada de Operação Tiburtina”.
A equipe de reportagem tentou contato com familiares do ex-prefeito Doka, mas ninguém retornou a ligações, bem como não quiseram comentar o caso.


Fonte - Agência Agência


Postar um comentário

0 Comentários