Caesb desfaz 'gato' de água que abastecia 200 casas em área irregular do DF

Técnicos fizeram uma vistoria em pontos da Vila dos Carroceiros e encontraram várias ramificações da ligação irregular. Profissionais usaram uma retroescavadeira para chegar aos canos ilegais.

Por G1 DF

Caesb realiza operação em Santa Maria e desfaz ligação irregular de água

A Companhia de Saneamento Ambiental do Distrito Federal desfez nesta sexta-feira (3) um "gato" de água que abastecia pelo menos 200 casas em Santa Maria. Os técnicos fizeram uma vistoria em pontos da Vila dos Carroceiros e encontraram várias ramificações da ligação irregular. Os profissionais usaram uma retroescavadeira para chegar aos canos ilegais.

A operação ocorre no período em que o DF vive a mais grave crise hídrica da história. Alguns moradores contaram que as ligações clandestinas foram feitas há três anos. Outros se revoltaram com o corte e negaram estar furtando água.

O gerente de Fiscalização e Vistoria da Caesb, Geraldo Donizeth, diz não ter dúvidas da irregularidade. "A Caesb não instalaria dessa forma. Ela colocaria um hidrômetro em cada unidade."

Técnicos da Caesb durante vistoria na Vila dos Carroceiros, em Santa Maria, no DF, nesta sexta-feira (3), durante operação para combater ligações clandestinas de água (Foto: TV Globo/Reprodução)
A Polícia Militar deu apoio à operação, e agentes da Civil fizeram a perícia. Em casos do tipo, é aberta uma investigação por furto de água. A suspeita é de que o desvio ocorresse da área comercial da quadra 105 de Santa Maria.

A Vila dos Carroceiros é uma área irregular e passará a ser monitorada para evitar novos casos do tipo. Levantamento da Caesb aponta a existência de 42 mil pontos irregulares de uso de água no DF.

"A gente tem um sistema que mapeia todo o DF, a gente tem mais ou menos localizados os possíveis consumos não autorizados. A partir disso a gente faz um estudo, vai ao local, vai mapeando. Descobrindo que existe lá a ligação clandestina, a gente faz a retirada", explicou Donizeth.


Fonte - G1/Distrito Federal

Postar um comentário

0 Comentários