Foram entrar em confronto com o Exercito, resultado: EXÉRCITO MANDA DOIS PRA VALA NO CAJU

Grupo de suspeitos, tentaram furar bloqueio do Exercito em favela do Rio de Janeiro, entraram em confronto com o militares e saíram no prejuízo. confira a nota do Estado Maior das Forças Armadas.

Por volta das 4h20min desta sexta feira(17), quatro veículos suspeitos bateram de frente com o Blindado Missionário que estava a comando do Sub Cmt da Upp Caju, que realizava um PTR no entorno da Localidade São Sebastião - Caju, tendo três deles apreendido fuga em direção a Av. Brasil em alta velocidade, o quarto e último carro foi fechado pelo Blindado e regressou para o interior da Comunidade em direção ao arsenal de Guerra sendo seguido pelo blindado, que devido a velocidade do veículo não conseguiu acompanhar o mesmo. Em frente ao arsenal de guerra ocorria uma operação do exército, onde foi dado uma ordem de parada, sendo ignorada pelo veiculo suspeito, ocorrendo assim um intenso tiroteio entre a guarnição do exército, comandada pelo Cap Douglas Oliveira do 1°Batalhão de Infantaria Motorizada, e os meliantes. Após fatos ainda não detalhados , foram arrecadados os seguintes materiais, além dos dois mortos e 1 elemento ferido sem identificação:

MATERIAL APREENDIDO:

▶5 FUZIS FAL CAL 7.62
▶4 GRANADAS
▶30 CARREGADORES DE FAL MUNICIADOS
▶2 PISTOLAS

CABE RESSALTAR QUE TODAS AS VÍTIMAS SÃO ORIUNDAS DO PARQUE UNIÃO.

Nota para imprensa

A Assessoria de Comunicação Social do Estado-Maior Conjunto das Operações em Apoio ao Plano Nacional de Segurança Pública informa que por volta das 03:30 h da madrugada de hoje, 17 de novembro, um veículo da marca Honda HR-V cinza chumbo, placa LSA 2149 SP - São Paulo , tentou furar um bloqueio estabelecido pelo Exército Brasileiro na Rua Monsenhor Manoel Gomes, em frente ao Arsenal de Guerra do Rio de Janeiro. 

Houve confronto com a guarnição que reforça a segurança daquela Organização Militar, resultando em dois suspeitos mortos e um ferido que foi conduzido ao Hospital Souza Aguiar. Outros dois evadiram-se do local. 


Foram apreendidos cinco fuzis, duas pistolas, 6 granadas de fabricação caseira, quatro rádios transmissores, 32 carregadores de fuzil, cinco carregadores de pistola e farta munição. 

A área foi isolada e a perícia está sendo conduzida pela Polícia do Exército e Delegacia de Polícia Judiciária Militar. 


O reforço à guarda do Arsenal de Guerra foi estabelecido na última quinta-feira em função da ocorrência de confrontos entre facções criminosas pela disputa de espaço no bairro do Caju e da possibilidade de ações desses grupos para obtenção de armas para o enfrentamento. Estão sendo empregados cerca de 100 militares na Garantia da Lei e da Ordem no entorno daquele aquartelamento.


Fonte - Ascom do Estado-Maior Conjunto 

Postar um comentário

0 Comentários