Bomba – Esposo e prefeita de Novo Gama são parados em blitz da lei seca e secretário tem CNH retida

​Pelo menos três crimes foram cometidos pelos gestores de Novo Gama, entre os quais dirigir sob o efeito de álcool. 

Resultado de imagem para marinaldo e sonia chaves
Sônia Chaves e Marinaldo Almeida
Em um vídeo divulgado na noite da última terça-feira (08), nas redes sociais, o Vereador Christovam Machado (DC) fez uma grave denúncia contra o secretário de infraestrutura do município e esposo da prefeita Sônia Chaves (PSDB), Marinaldo Almeida. 

Na denúncia que caiu como uma bomba no meio político novogamense o vereador afirma que tanto o secretário, quanto a mandatária foram abordados por uma equipe do Detran, que faziam uma blitz da “Lei Seca na cidade do Gama-DF. 

Se não fosse somente pelo fato de terem sido abordados pelos agentes de trânsito, que constataram alto ter etílico no teste realizado, não seria nada de anormal para o casal. Todavia, os condutores estavam em um dos veículos oficiais da Prefeitura Municipal da cidade, bem como, participaram de um evento particular (festa de casamento), fato é gravíssimo, tendo em vista que o casal se aproveitou das benesses do cargo que exercem para cometer ato censurável. 

Auto de Infração recebido por Marinaldo Almeida
unido de documentos o vereador fez a denúncia informado que o levantamento constatou que o casal estaria voltando de uma festa de casamento quando foram parados na blitz com veículo oficial, diga-se de passagem, pago com dinheiro do contribuinte da cidade de Novo Gama. 

Uma equipe de reportagem da cidade teve acesso a multa emitida pelos agentes ao secretário Marinaldo Almeida após constar o estado de embriagues do secretário, que teve ainda, a sua CNH (Carteira Nacional de Habilitação) apreendida pelos agentes de trânsito. 

O estranho em toda essa história é que em casos de constatação de embriagues ao volante, o motorista é conduzido a uma delegacia de polícia, local que é lavrado boletim de ocorrência e prisão em flagrante, podendo o condutor ser solto mediante ao pagamento de fiança. No caso de Marinaldo não houve a prisão em flagrante, podendo ser explicada pelo cargo que exerce junto com sua esposa. Caso ocorreu, houve falha dos agentes em não completar a ação. 

Em Novo Gama, o secretário Marinaldo é taxado, principalmente pelos comerciantes e empresários, como sendo o servidor que mais persegue a categoria, "ohomem da legalidade". “Sempre que ele constata algo de irregular, por menor que seja, ou se esse é feito por um adversário, imediatamente aciona a equipe de fiscalização e postura para reprimir tal ação, muitas vezes acabando em multa”, disse um comerciante. 

Diante do exposto pelo vereador Christovam Machado, o caso não poderá passar desapercebido e o casal será cobrado, segundo o vereador, a prestar esclarecimentos desse e demais casos censuráveis cometidos.


Fonte - Madeirada News com adaptações

Postar um comentário

0 Comentários