Hospital de Santa Maria: tablets para combater a saudade

Pacientes com Covid-19 usam a tecnologia para manter contato com familiares e, assim, aliviar o sofrimento


As videochamadas têm servido para pacientes internados com Covid-19 no Hospital Regional de Santa Maria (HRSM) amenizar a saudade dos parentes e amigos. Com ajuda da equipe de psicologia da unidade, que focam na humanização do atendimento, eles usam tablets para receber vídeos e recados.

“Estava muito preocupada com minha família. Temia que mais alguém poderia estar doente”, contou a paciente Margarete Almeida da Rocha, 42 anos, que ficou 22 dias internada – e acaba de recuperar e ter alta médica.

A paciente lembra que começou a sentir diversos sintomas da doença e uma semana depois surgia a dificuldade de respirar. Ela procurou o Hospital de Santa Maria, onde já ficou internada recebendo oxigênio. Na unidade, ela foi submetida a um raio-x, que detectou que o pulmão estava tomado pelo vírus.

Lara Borges de Sousa, psicóloga responsável pelo serviço, explicou que o projeto começou com um tablet comprado pelos próprios funcionários do HRSM. Mas, devido à importância do projeto, o Instituto de Saúde do DF (Iges-DF), que administra o hospital, adquiriu mais três aparelhos – o que permitiu ampliar o projeto para o Pronto-Socorro Covid-19 e para os leitos de retaguarda.

“Ajudar os pacientes a se conectarem novamente com suas famílias é de extrema importância e até pode ajudar na recuperação”, comenta Lara Borges. “É gratificante ajudar nessa ação. Estamos reduzindo o sofrimento dos pacientes nesse momento de medo e tensão”, complementou o psicólogo Leonardo Vitória de Santana, que atua na UTI.

O diretor-presidente do Iges-DF, Sergio Costa, destacou a um dos pilares do órgão é a humanização do atendimento e todas as ações voltadas para o melhor cuidado e atenção com o paciente. “Iniciativas como essa diminuem o sofrimento dos pacientes e fazem com que eles se sintam mais acolhidos”, ressaltou.

Fonte - Metrópoles

Postar um comentário

0 Comentários