05/05 – Dia do Líder Comunitário - Uma homenagem a todos os que lutam voluntariamente em prol do coletivo

Na próxima quarta-feira (05/05), será comemorado o Dia Nacional do Líder Comunitário, mas será que você realmente o que é ser um líder comunitário e o seu papal na sociedade.


Alguns pensam que o papel do líder comunitário é só reivindicar do poder público as melhorias para a comunidade. Outros acham que ele representa uma espécie de clube da bolinha, que cuida do lazer para uns poucos que querem se dar bem as custas das benesses do governo.

Existem ainda os que entendem que um líder atua como sendo um cabo eleitoral. Ou seja, solicita melhorias e devolve em troca de “favores” a ajuda recebida (coisa que acontece na nossa cidade com muita frequência), que são pagos na próxima eleição através da campanha em favor do “benfeitor” ou dos candidatos indicados por ele.

Na realidade existem vários tipos de lideranças, entre os exemplos podemos destacar os que são LÍDERES CIDADÃOS e os LÍDERES COISAS que podem ser definidos das seguintes formas:

O Líder Cidadão, que se destaca pela forma de organização que implementa na comunidade, buscando sempre criar um nível de consciência crítica junto a população, para que ela cobre seus direitos, dentro de um planejamento feito de forma coletiva, vendo os problemas, analisando e agindo com a população, junto à quem de direito para resolver o problema. Enfim, é uma pessoa que pensa.Ele faz questão que as pessoas participem e que nasçam novas lideranças, capazes de ampliar a ação da comunidade, no campo das reivindicações estruturais, das artes e da cultura.

O Líder Coisa, se destaca pelo individualismo, eu fiz, eu sou, eu faço ele não se adapta as organizações comunitárias, até porque não acredita nele mesmo como indivíduo capaz e nem no povo. Tudo o que faz é em troca de recompensa. É o tipo de liderança que mais se encontra em Santa Maria, a exemplo das demais cidades.

As atuações dos líderes comunitários, atores sociais que trabalham sem remuneração em prol da comunidade, são destacadas e valorizadas pelo presidente da Analc “Somos parlamentares sem mandato”, afirma. Com várias décadas de atuação, lamenta que a falta de condições e os entraves que o líder encontra para poder atuar em prol da comunidade. Ele ainda assegura que os líderes comunitários atuam no caminho do bem e não podem desempenhar mais devido os entraves encontrados pelo caminho.

Ele lamenta ainda ao que chama de maldosas, as insinuações de muitos que não conhecem o trabalho de um líder. “O líder muitas vezes acaba sendo o saco de pancada do povo. Muitos acham que ele tem o poder de resolver muita coisa. A gente reivindica, mas é difícil ser atendido pelo poder por quem de direito”.

Portanto, o verdadeiro líder comunitário, promove sua comunidade, faz as pessoas sentirem que estão no centro e não na periferia dos planos, e cada um sente que faz a diferença para o sucesso da organização da sua comunidade. Quando isso acontece, as pessoas se sentem valorizadas e isso dá um novo sentido ao seu ego; e o comunitário se sente realizado por mais um dia árduo de trabalho sem remuneração.

O verdadeiro líder comunitário tem tato com as pessoas e sabe conquistar cada uma delas, mesmo que leve certo tempo. Aquele que é líder verdadeiramente conhece suas próprias fraquezas, mas não se deixa abater por nenhuma delas. A humildade é sua marca. Ele segue seu caminho, cumpre o seu papel com amor e simplicidade e leva ao topo todos os que ouvem e seguem seus conselhos. Os líderes comunitários atuam em diferentes regiões, fortalecendo projetos e propostas que valorizam a sociedade, mas prioriza sua comunidade, pois nossa história é tecida com carinho e desejo de mudar as condições de vida das pessoas.

Agora fica o desafio, que levante as mãos os “Líderes Comunitários” de Santa Maria que se encaixam perfeitamente no que acabei de escrever. Se conseguirmos identificar meia dúzia, além dos que estão na lista abaixo eu retiro o que disse e calo a minha boca. Não confundam, falei lideres comunitários e não políticos, empresariais, puxa-sacos e afins.

Na próxima quarta-feira (5), será comemorado o dia desses guerreiros, que com poucos ou sem nenhum recurso vão à luta em prol de defender suas comunidades. Parabéns Raimundo Rocha, Fonseca de Santa Maria, Ilço Firmino, Salvador Gomes, Izilda, Maria do Amparo, Valcedi Ficha Limpa, Flavinha do Povão, Salveci dos Santos, José das Placas, Zezinho Macena, Mariazinha, Alã, Samuka, Antônio das Batatas, Cezinha do Futebol, Demerval, Fabrício, Tio Fernando, Eurides Brutão, Heraldo Cabral, dona Isa, Ivete Figueira, Joana D’arc, Jorge Alexandre, Perpétua, Marlenor Paraíba, Nathan Rodrigues, Luiz HT, Nogueira, Paulo Paracatu, Pedro Rodrigues, Marileide Romão, Margarida, Palhaço Paçoca, Sassá, Terezinha Porto Rico e Terezinha dos Idosos. Em nome desses parabenizar os demais que muito fazem ou fizeram pelo bem-estar da nossa querida Santa Maria.

Só lembrando, ser líder não é se auto reconhecer como tal e sim ser reconhecido pela sociedade, bem como fazer o bem por amor e não por recompensa, coisa para poucos.

Fonte - Agência Satélite

Postar um comentário

0 Comentários