Page Nav

HIDE

Últimas notícias:

latest

CAMPANHA - COMBATE A DENGUE


GOVERNO DF - Veja nomes confirmados e cotados para compor as secretarias do GDF

Além dos quatro já confirmados por Ibaneis, outros três estão garantidos. GDF tem, atualmente, 33 secretarias

RAIMUNDO SAMPAIO/ESP. METRÓPOLES

Após ser reeleito, o governador Ibaneis Rocha (MDB) iniciou as nomeações dos secretários que estarão à frente das pastas do GDF a partir de 2023. Até 21 de novembro, quatro nomes foram confirmados pele chefe do Executivo local. Há três que ainda devem ser reconduzidos, e outros que dependem de negociações.

O Metrópoles apurou que os atuais chefes da Casa Civil e das secretarias de Comunicação e de Governo devem continuar nos cargos, embora o chefe do Executivo local não tenha se manifestado oficialmente. São eles: José Humberto (Secretaria de Governo), Gustavo Rocha (Casa Civil) e Welligton Moraes (Comunicação).

Até o momento, foram confirmados por Ibaneis: Lucilene Florêncio, à frente da Secretaria de Saúde; Hélvia Paranaguá, na Educação; Marcela Passamani, na Justiça; Ney Ferraz, no Planejamento; Bartolomeu Rodrigues, na Cultura; e Paco Britto, na futura Secretaria de Relações Internacionais.

Outras nomeações ainda dependem de conversas entre Ibaneis, partidos que compõem a base e os cotados. Porém, alguns nomes surgem entre as interlocuções. O atual ministro da Justiça, Anderson Torres, por exemplo, está cotado para voltar à Secretaria de Segurança Pública (SSP/DF). Na segunda-feira (21/11), Torres reuniu-se com Ibaneis a portas fechadas.

Para as outras secretarias, a decisão ainda não foi tomada e depende do andamento das negociações partidárias.

Outros cargos

O GDF também é responsável por nomear os administradores regionais. Deputados distritais que não foram reeleitos aparecem entre os nomes que podem ocupar esses cargos.

Rodrigo Delmasso (Republicanos), que é do mesmo partido de Damares Alves, senadora eleita pelo DF, tem chances de ser nomeado.

Agaciel Maia (PL) e Claudio Abrantes (PSD) também são distritais próximos a Ibaneis e que não foram reeleitos. Porém, em relação aos distritais, ainda não houve uma definição.

Atualmente, o GDF conta com 33 secretarias, além das 33 administrações regionais – que, a partir de 2023, podem ser 35, com a criação das duas novas cidades, Água Quente e Arapoanga.

Fonte  Metrópoles

Nenhum comentário




Latest Articles