Page Nav

HIDE


Últimas notícias:

latest

CAMPANHA - COMBATE A DENGUE


POLÍCIA - Vídeo mostra confusão antes de jovem ser baleado por policial penal

O jovem baleado recebeu um mata-leão de um segurança que trabalha no local onde o crime ocorreu, horas antes de morrer

Reprodução

Imagem gravada por testemunhas mostra o momento em que David Williank Aguiar Ferreira, 21 anos, (foto em destaque) recebe um mata-leão, horas antes de ser baleado pelo servidor do Departamento Penitenciário Nacional (Depen) Gil Paulo Siqueira de Melo, 28. A agressão foi cometida por um segurança do local onde ocorreu o crime, uma casa de festas em São Sebastião, no DF, na madrugada do último domingo (30/10).

Após ser alvejado, o jovem chegou a dar entrada no Hospital Regional do Paranoá, mas não resistiu. O policial penal federal acabou preso em flagrante por policiais militares que passavam pelo local.

De acordo com as investigações conduzidas pela 30ª Delegacia de Polícia (São Sebastião), o crime ocorreu quando David, que trabalhava em uma hamburgueria e em um lava a jato, cruzou o caminho do policial penal federal. Ambos discutiram e Gil abriu fogo, atingindo o rapaz no tórax.

Motivação

A Polícia Civil ainda apura a motivação do homicídio. De acordo com testemunhas, o policial saiu da festa com mais duas mulheres em um carro de transporte por aplicativo. Após o trio embarcar no veículo, a vítima teria se aproximado do automóvel e passou a discutir com o agente federal.

David falava frases como “minha mulher”, “Mangueiral”, “eu lembro”. A motorista do Uber chegou a achar que os dois eram amigos e questionou se David também iria com eles. O policial, no entanto, disse que não e que poderiam ir embora. Contudo, ainda de acordo com relatos, o funcionário da hamburgueria deu um soco no rosto do policial e, ao tentar acertar um segundo golpe, o agente, com a mão esquerda, apontou a arma para o jovem e atirou.

Após o disparo, o servidor chegou a gritar pedindo para a motorista fugir dizendo: “Pisa. Pisa. Acelera”. Dois policiais militares que estavam a caminho do trabalho viram a situação e conseguiram interceptar o veículo e prender o policial em flagrante.

Gil Melo se apresentou aos militares como servidor federal e não apresentou resistência. Ele foi levado para a delegacia, e a pistola usada no crime foi apreendida. A prisão em flagrante foi convertida em preventiva após audiência de custódia realizada nessa segunda-feira (31/10).

Curta a nossa página no Facebook: 

Nenhum comentário




Latest Articles