Page Nav

HIDE

Últimas notícias:

latest

Ads Place


NOVAS PROVAS - Moraes dá 48 horas para Polícia Federal ouvir o general Gonçalves Dias

Decisão acontece após divulgação de imagens que mostram ex-ministro no Planalto no dia 8 de janeiro. Servidores devem ser identificados

Divulgação/Governo da Bahia

O ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), determinou que, em até 48 horas, a Polícia Federal colha o depoimento do general Marco Edson Gonçalves Dias, ex-chefe do Gabinete de Segurança Institucional (GSI).

Moraes expediu a decisão no âmbito do inquérito do STF que investiga as autoridades ligadas aos atentados terroristas contra as sedes do Três Poderes em 8 de janeiro, mesmo que por omissão.

A determinação de Moraes, publicada na noite de quarta-feira (19/4), acontece após a CNN Brasil divulgar imagens que mostram G Dias, como é conhecido o general, circulando sem escolta no Palácio do Planalto. Quando encontra os extremistas, o militar apenas os orienta a sair do prédio, sem dar voz de prisão aos vândalos.

Veja o vídeo:


“Na data de hoje, a imprensa veiculou gravíssimas imagens que indicam a atuação incompetente das autoridades responsáveis pela segurança interna do Palácio do Planalto, inclusive com a ilícita e conivente omissão de diversos agentes do GSI”, escreveu Moraes.

Em outras imagens, subordinados de G Dias no GSI conversam com os invasores. Um agente da instituição chega a oferecer um copo-d’água a um dos invasores. Após a repercussão do caso, o general pediu demissão no início da noite dessa quarta.

Além da oitiva de G Dias, Moraes determina que o novo ministro do GSI, Ricardo Cappeli, que ocupou o cargo interinamente, identifique em até 24 horas todos os servidores, civis ou militares, que aparecem nas imagens e defina quais as providências devem ser tomadas para cada um deles.

Fonte - Metrópoles

Nenhum comentário




Latest Articles