Page Nav

HIDE

Últimas notícias:

latest

Ads Place


GDF realiza 6.200 obras em 5 anos

No trânsito, as melhorias beneficiam regiões como Sobradinho, Planaltina, Águas Claras, Taguatinga, Sudoeste, Ceilândia e Samambaia

Igo Estrela/Metrópoles

A população do Distrito Federal está cada dia maior. De acordo com o Censo 2022, em Brasília (DF), o número de habitantes aumentou 9,52% em comparação com 2010. Esse aumento expressivo traz desafios para a mobilidade e a infraestrutura da cidade, afetando a qualidade de vida dos moradores. Apesar de ser uma cidade planejada, a capital federal precisa de mecanismos para aprimorar a dinâmica e atender a todos da melhor forma possível.

Diante desse cenário, o Governo do Distrito Federal (GDF) tem investido recursos constantemente em todas as esferas. Nos últimos cinco anos, 6.200 obras foram entregues ou estão em execução na cidade. Entre elas, melhorias no trânsito que beneficiam moradores de regiões como Sobradinho, Planaltina, Águas Claras, Taguatinga e Sudoeste.

Mobilidade urbana

O viaduto da Estrada Parque Indústrias Gráficas (Epig), por exemplo, foi a última grande obra a ser entregue. O trecho, que liga o Sudoeste ao Parque da Cidade Dona Sarah Kubitschek, atende mais de 25 mil motoristas por dia.

A estrutura conta com quatro alças externas, quatro internas – semelhantes às famosas tesourinhas – e duas pistas, nos dois sentidos, formando o viaduto da Epig. Pensando na mobilidade de pedestres e ciclistas, uma passagem foi construída no meio do viaduto.

Já o túnel Rei Pelé, em Taguatinga, reduz o tempo de viagem de 135 mil motoristas por dia. Agora, moradores da própria Taguatinga, além de Samambaia, Ceilândia, Pôr do Sol e Sol Nascente, conseguem chegar ao Plano Piloto em cerca de 30 minutos.

Inaugurado em junho deste ano, o túnel foi construído com seis faixas de rolamento, sendo três em cada sentido, e corredores para ônibus, viadutos e túneis. O investimento por parte do GDF foi de R$ 275 milhões, sendo um dos maiores projetos viários do Brasil na atualidade.

Para melhorar ainda mais a experiência, o boulevard, localizado no piso superior da passagem subterrânea, tem quase 29 mil m², e abriga a pista do BRT, diversos canteiros e áreas de convivência com quiosques, ciclovias e parquinhos.

Segundo o Departamento de Estradas de Rodagem do Distrito Federal (DER-DF), nove entregas de obras ou melhorias em rodovias ainda estão previstas até o fim deste ano. São elas:

  • Asfalto no Boqueirão (DF-456)
  • Implantação do pavimento na VC-361, entre a DF-480 e a DF-483
  • Construção da ciclovia na DF-065/DF-480
  • Passarela aérea no Engenho das Lages (em parceria com a ANTT)
  • Passarela aérea na BR-020, próximo ao Posto Itiquira
  • Pavimentação da DF-131
  • Passarela na DF-003, em frente à Água Mineral
  • Viaduto entre o Itapoã e o Paranoá
  • Obra de troca de pavimento da DF-095 (Estrutural)

Melhorias

Mas, como nem só de mobilidade urbana se vive uma cidade, o governo investe também para atender melhor a população em outros âmbitos como Educação e Saúde.

O Hospital de Base, o maior da região, recebeu, recentemente, uma reforma na cozinha. Entregue em 75 dias, foi a primeira grande obra no espaço em 50 anos. A unidade ainda ganhou novas camas, totalizando cerca de 700 leitos.

Além disso, pensando nos alagamentos que ocorrem em épocas de chuva, as obras do Programa de Gestão de Águas e Drenagem Urbana do Distrito Federal (Drenar DF) na Asa Norte devem ser entregues no primeiro semestre de 2024. O objetivo é corrigir o problema histórico da drenagem pluvial no Plano Piloto, reduzindo alagamentos e enxurradas.

Qualidade de vida

E as obras não acabam por aí. Em agosto deste ano, a primeira pista profissional de skate park do DF foi entregue. Inaugurada na Octogonal, o espaço coloca Brasília na rota de competições nacionais e internacionais da modalidade, já que possui uma pista de 1.500 m² de padrão internacional para a prática do skate, o que pode beneficiar a economia da cidade. Com investimento de R$ 900 mil, a obra durou 10 meses.

Contudo, não foram apenas os skatistas que se deram bem com as obras do GDF. Águas Claras ganhou uma pista de patinação de alta velocidade. Até então, no Brasil, havia apenas uma pista apropriada para a prática do esporte. O “Patinódromo” também poderá receber competições.

Educação

O GDF também se dedica à construção de novas creches e ao aumento de ônibus escolares em circulação, para atender a todas as regiões do DF. Reconhecendo a importância da Educação Básica. Nos últimos cinco anos, quase R$ 148 milhões foram investidos na construção de 30 escolas que atendem crianças com menos de 5 anos. A população já recebeu 13 delas, enquanto as outras 17 estão em construção.

Além disso, no Paranoá, uma escola técnica está prestes a ser inaugurada. A obra possui um investimento de R$ 12,3 milhões e terá capacidade para atender aproximadamente 2,4 mil alunos. Os estudantes terão acesso aos cursos de técnico em desenho de construção civil e em edificações, além de serviços públicos e privados.

Do Metrópoles

Nenhum comentário




Latest Articles