Page Nav

HIDE

CLDF - Campanha Abuso Não

Últimas notícias:

latest

CAMPANHA - COMBATE A DENGUE


Polícia encontra casa na Zona Oeste de SP com 33 pessoas treinadas para engolir drogas e levá-las para a Europa

Segundo a Polícia Militar, grupo era treinado por um homem de 24 anos. Ele foi preso, e os demais, levados para a delegacia e liberados posteriormente. Mil porções de pasta base de cocaína foram apreendidas.

Por g1 SP e TV Globo

Homem é preso suspeito de aliciar e treinar mais de 30 pessoas para engolir drogas e levá-las à Europa

Um homem de 24 anos foi preso na madrugada desta quinta-feira (23) suspeito de aliciar pessoas para o tráfico internacional de drogas, em São Paulo.

Segundo a Polícia Militar, ele foi encontrado em uma casa na Vila Sônia, Zona Oeste da capital paulista. No imóvel também foram achadas 33 pessoas que estavam sendo treinadas para engolir drogas e transportá-las para a Europa.

Ainda de acordo com a polícia, uma equipe foi informada, por meio de denúncia anônima, de que o imóvel servia como alojamento para "mulas" de tráfico internacional de drogas.

Os policiais foram até o local e perceberam que as mais de 30 pessoas que estavam morando na casa apresentaram atitude suspeita. O homem de 24 anos, que não tem antecedente criminal, foi identificado pelas testemunhas como o aliciador do grupo.

Durante buscas pela casa, foram apreendidos 38 passaportes e aproximadamente mil porções de pasta base de cocaína que estavam prontas para ser engolidas, totalizando aproximadamente quatro quilos da droga, além de anotações do tráfico e cartões bancários.

Até 150 pacotes no estômago por viagem

Alguns dos moradores da casa chegaram a relatar à polícia que engoliam cerca de 150 pacotes para viajar ao exterior, principalmente para países como França, Espanha, Holanda e Irlanda.

Conforme a PM, a maioria das pessoas que estava na casa era do Nordeste e estava em São Paulo há dois meses. Eles faziam treinamentos de como dilatar o estômago para engolir o entorpecente.

O homem de 24 anos e as 33 pessoas foram levados para a Polícia Federal. O homem permaneceu detido, e as pessoas usadas como mulas foram liberadas após serem ouvidas.

Ainda não se sabe há quanto tempo esse esquema estava funcionando. O caso continuará sendo investigado.

Outros casos

Na madrugada do dia 14 de novembro, seis passageiros nigerianos foram presos após serem flagrados com cápsulas de cocaína no estômago no Aeroporto Internacional de São Paulo, em Guarulhos.

Segundo a Polícia Federal, policiais faziam fiscalização de rotina, com apoio de agentes da Receita Federal, entre os passageiros que iam embarcar para a Etiópia, quando perceberam que um deles apresentou atitude suspeita com a presença dos agentes.

Exames de raio-x mostram cápsulas com cocaína dentro dos estômagos de estrangeiros — 
Foto: Divulgação

O homem foi submetido a uma busca pessoal e a bagagem de mão do suspeito foi fiscalizada. Ao passar pelo aparelho detector de traços de drogas e explosivos (ETD), foi constatado que ele havia tido contato com cocaína. Indagado, o estrangeiro confessou que havia engolido cápsulas com a droga.

Ainda durante a fiscalização, outros cinco passageiros, que eram alvos da Receita Federal, também foram submetidos ao mesmo exame e tiveram o resultado semelhante de que tinham tido contato com cocaína.

Raio-x mostra cocaína em estômago de estrangeiro — Foto: Divulgação

Eles foram conduzidos imediatamente a um hospital público e exames médicos comprovaram que todos os seis estrangeiros tinham engolido grande quantidade de cápsulas contendo cocaína.

Os policiais ainda verificaram que os passageiros possuíam Registro Nacional de Migrante e três deles desembarcariam antes do destino final, em Kano, na Nigéria.

Além disso, os agentes também constataram que um deles já foi preso no aeroporto, em 2017, durante cumprimento de mandado de prisão, e outros três ingressaram no país com pedido de refúgio.

Conforme a Polícia Federal, os passageiros foram levados para um hospital para realizarem procedimento para expelirem as cápsulas com a droga. Em seguida, foram apresentados à Justiça Federal, onde irão responder pelo crime de tráfico internacional de drogas.

Polícia Federal prendeu mais de 300 pessoas por tráfico de drogas no Aeroporto de Guarulhos — 
Foto: Reprodução/TV Globo

América Latina

De acordo com relatório de 2021, feito pelo Escritório das Nações Unidas sobre Drogas e Crime (UNODC) sobre a tendência do mercado de drogas, a América Latina é responsável pela maior parte da cocaína apreendida no mundo, respondendo por 83% da quantidade interceptada em 2019.

Nesse mesmo ano, segundo a Polícia Federal, no Brasil foram apreendidas 104,582 toneladas de cocaína.

O Brasil é reconhecido no estudo como um território de passagem de drogas e como um país corredor no comércio do tráfico internacional de substâncias ilícitas.

Ainda de acordo com o relatório do UNODC, dentre os estrangeiros oriundos da América Latina presos na Europa pelo porte de cocaína, entre os anos 2018 e 2020, os brasileiros figuraram na terceira posição em autuações e apreensão de drogas, precedidos pelos peruanos (2ª) e colombianos (1ª).

Nenhum comentário




Latest Articles