Page Nav

HIDE

Últimas notícias:

latest

CAMPANHA - COMBATE A DENGUE


Agente da PCDF é detido ao agredir motorista de app e xingar policiais

Confusão teria começado após o motorista de aplicativo pedir para que o agente da PCDF e a esposa não vomitassem no veículo dele

Thalita Vasconcelos Mirelle Pinheiro Carlos Carone

Reprodução

Um policial civil do Distrito Federal, identificado como Cláudio Pereira Gonçalves (foto em destaque), e a esposa dele foram detidos, na madrugada deste sábado (6/4), após agredir um motorista de aplicativo durante uma viagem e, posteriormente, xingar agentes de polícia que estavam de plantão na 23ª Delegacia de Polícia (Setor P Sul).

A coluna Na Mira apurou que, em depoimento, o motorista de aplicativo relatou ter sido chamado para atender uma corrida no Sol Nascente, por volta das 1h50. No local, embarcou Cláudio e a companheira dele, Raquel Ferreira de Sousa.

O condutor teria percebido durante o trajeto que os passageiros estavam bastante alterados e, então, pediu para eles não vomitarem dentro do veículo.

Segundo ele, o casal teria achado ruim o pedido e alegou que não iria pagar pela corrida. No local do destino, os passageiros se recusaram a descer do carro e começaram a agredir o motorista fisicamente com socos, mordidas e arranhões.

Um vídeo gravado pelo próprio condutor mostra o momento da confusão dentro do veículo. Veja:

No vídeo, Raquel aparece dizendo que não vai descer do carro, mesmo que o motorista pedindo insistentemente para ela desembarcar. Nisso, a passageira passa a bater nele e danificar o automóvel, enquanto o companheiro dela grita que o motorista é um “lixo”.

Já em outro trecho da gravação, Cláudio e a esposa aparecem sendo contidos por policiais civis dentro da delegacia. Em determinado momento, a mulher chega a rasgar a blusa do motorista de aplicativo.

Em seu depoimento, o policial civil disse que estava acompanhado de Raquel quando pegaram um carro por aplicativo. Durante a corrida, de acordo com ele, teria ocorrido um desentendimento entre sua esposa e o motorista do veículo. Na ocasião, o homem também afirmou ter discutido com alguns dos agentes que estavam na delegacia.

Por sua vez, a esposa de Cláudio disse que o marido teria brincado com o motorista ao dizer que iria vomitar. Diante disso, o condutor alegou que o casal deveria descer do carro. Segundo ela, durante a discussão, o homem teria dado um chute na barriga dela e a chamado de “vagabunda”.

No meio da confusão, a mulher disse para o motorista ir para a delegacia. Durante o percurso, o marido dela alegou para o condutor que era policial e lhe mostrou a carteira, mas o mesmo teria debochado e dito: “Enfia essa carteira no cu”.

Os policiais civis que presenciaram a cena na 23ª DP confirmaram em depoimento que os três adentraram a delegacia discutindo. O esposo de Raquel teria se recusado a se identificar e, ainda, xingou os policiais de “novinhos de merda”, “novinhos lixo” e “otários”, tendo que ser algemado.

Diante do ocorrido, foi registrado um boletim de ocorrência por desacato, dano, lesão corporal, injúria e vias de fato. Após prestar depoimento, o delegado de plantão determinou a retirada da algema de Cláudio.

Os autores, após ouvidos, se comprometeram a comparecer em audiência judicial quanto intimados e foram liberados

Nenhum comentário




Latest Articles