Page Nav

HIDE

Últimas notícias:

latest

CAMPANHA - COMBATE A DENGUE


Entenda o golpe do quiz, que promete brindes, mas só rouba seus dados

O golpe do quiz tem ficado cada vez mais popular, oferecendo “brindes” que vão de ovo de Páscoa a bolsa de luxo


Compartilhar notícia


Redes sociais estão sendo usadas para a aplicação do “golpe do quiz”, que usa como isca brindes de empresas conhecidas, como Cacau Show, Farfetch e Eudora, com intuito de roubar dados pessoais e dinheiro. Para ter direito ao “prêmio”, o internauta deve responder a um questionário, fazer cadastro e pagar taxa de frete. Mas não há prêmio, apenas roubo.

O modus operandi dos golpistas é simples: eles criam sites fraudulentos que se assemelham muito aos das empresas legítimas. Uma vez no site falso, os usuários são informados de que podem receber brindes gratuitos, que variam desde ovos de Páscoa até produtos de luxo que valem mais de R$ 10 mil.

Tudo o que é solicitado em troca é a conclusão de um questionário. Após responder, são requisitadas informações pessoais e o pagamento de uma “taxa de frete” — que varia entre R$ 20 e R$ 40 — para que o brinde seja enviado.

No entanto, após fornecerem seus dados e efetuarem o pagamento da taxa, os indivíduos descobrem que caíram em um golpe. Embora o site registre que o brinde foi solicitado, ele nunca chega às mãos das vítimas.

Relatos nas redes sociais

As redes sociais, como TikTok, Instagram, X (antigo Twitter) e Facebook, têm sido bombardeadas com relatos de vítimas desse novo golpe.

O caso mais famoso, da Cacau Show, oferecia um ovo de Páscoa dos Ursinhos Carinhosos para quem respondesse ao questionário. Já o da Eudora presenteava o internauta com um kit de produto capilar, de aproximadamente R$ 157, totalmente de graça, bastava preencher o quiz.

As empresas, porém, não são responsáveis pelas supostas promoções, são vítimas, como quem se cadastra.

Golpe do quiz da Cacau Show. Reprodução

Alerta publicado pela Cacau Show sobre o golpe em nome da empresa. Reprodução

A paulista Carolina Castro, de 25 anos, caiu no golpe do quiz da falsa Farfetch, uma plataforma e-commerce de artigos de luxo.

Segundo a jovem, a primeira “isca” apareceu em um vídeo no TikTok, no qual uma mulher contava que tinha ganhado uma bolsa da marca Longchamp (de aproximadamente R$ 1.200) só por ter respondido a um questionário.

Entre os brindes oferecidos pela falsa loja, estavam uma bolsa da Gucci, um par de óculos da Off-White e uma camisa da Anti Social Club. Cada item desse custa mais de R$ 1 mil no mercado.

“Preenchi o quiz, escolhi a bolsa [da Gucci] e preenchi com os dados que solicitaram. Coloquei meu endereço, nome completo, CPF. Ao final, somavam o frete de acordo com o CEP. Eu, claro, peguei o frete mais ‘rápido’ de 2 a 4 dias úteis, que era R$ de 34,23. Pensei: ‘Bolsa de 20 mil reais saindo de graça, pagar frete de 34 reais não é nada’. Escolhi a forma de pagamento como Pix e paguei”, relata Carolina.

Ela contou em seu perfil no TikTok como tudo aconteceu.

Veja:

Como não cair no golpe

O advogado Emiliano Landim, especialista em proteção de dados e direito digital, alerta que é essencial verificar a autenticidade dos sites antes de fornecer informações pessoais ou efetuar pagamentos.

“Os usuários devem tomar precauções como verificar a autenticidade das páginas e quizzes, desconfiar de solicitações de informações pessoais ou financeiras, evitar clicar em links suspeitos ou compartilhar informações pessoais em redes sociais e manter seus dispositivos atualizados com as últimas atualizações de segurança”, explica Landim.

Além disso, é recomendável desconfiar de ofertas que parecem boas demais para ser verdade. Caso tenha efetuado um pagamento, entre em contato com o banco e veja a possibilidade de reaver o valor. Quem foi vítima do golpe deve registrar boletim de ocorrência.

Nenhum comentário




Latest Articles