Page Nav

HIDE

Últimas notícias:

latest

CAMPANHA - COMBATE A DENGUE


POLÍTICA - Rogério Rosso - O reconhecimento que veio através da competência



O ex-governador e deputado federal Rogério Rosso (PSD) está demonstrando que não será “deputado de gabinete” e ao que tudo indica, irá arregaçar as mangas da camisa e trabalhar pela reconstrução do Distrito Federal, bem como dá provas de que optará pela humildade durante o seu mandato. Isso porque depois de chamar a atenção ao comparecer à posse do novo governador do Distrito Federal com roupas de ciclista, Rosso solicitou a transferência do seu gabinete do Anexo 4, para o Anexo 3 – o mais desprestigiado entre os prédios e conhecido como “favelão”, pelos deputados.

De acordo com informações, o motivo do pedido foi à localização do bicicletário e dos únicos dois chuveiros da Casa – utilizados por motoristas e pelo departamento médico. Desinibido, o deputado já pediu até mesmo aos usuários do local um espaço nos armários para deixar capacete e outros utensílios. Com essa atitude, além de mostrar que é um exímio desportista, Rosso ainda dá mostra que é defensor do meio ambiente.

Nos bastidores da política do DF, Rosso é visto como um político de potencial, sendo considerado um dos nomes mais influentes da atual legislatura. Ele tem mostrado que tem competência não apenas como gestor e sim como articulador.

No dia 5 de outubro, por exemplo, Rosso, surpreendeu a todos sendo o segundo deputado federal eleito no DF com mais votos, desbancando vários nomes conhecido no cenário político local. Mas antes disto, ainda na fase de articulações das legendas, Rosso fez uma aposta mal compreendida e hoje aplaudida por todos. Vários analistas políticos davam como certa a ida do PSD para a coligação de Arruda e Roriz. Porém, Rosso apostou na candidatura de Rodrigo Rollemberg, que naquela fase tinha em média 10% das intenções de voto e aparecia apenas na 3ª colocação na disputa pelo GDF.

Rosso foi visionário e apostou certo, garantiu um bom tempo de TV para a campanha de Rollemberg e de quebra a vaga de vice-governador para seu partido (PSD). Mais do que isto, garantiu pela primeira vez na história do DF, que um morador de cidade satélite ocupasse a vice-governadoria.

Além de ser eleito deputado federal e de eleger Renato Santana como vice-governador, Rosso garantiu para o PSD uma cadeira no Senado para Hélio Lima, suplente do então senador Rollemberg.


Sem duvidas o PSD sai da eleição de 2014 como um dos partidos mais fortes do DF e Rogério Rosso como o deputado capaz de articular nomes para as próximas eleições.

Nenhum comentário




Latest Articles