OFENSIVA PARA TOMAR O MANDATO DA DISTRITAL TELMA RUFINO

Ofensiva que vale um mandato

Já está em curso uma ofensiva para tomar o mandato da distrital Telma Rufino, do PPL. Na origem está uma parceria entre o presidente regional do partido, Marco Antônio Campanella, hoje licenciado, e uma organização não-governamental que costuma operar na Câmara Legislativa. Será feita uma representação à corregedoria da Câmara, alegando envolvimento de Telma em investigação da Polícia Civil do Distrito Federal sobre esquema de desvios no Banco do Brasil. Ao mesmo tempo, o PPL prepara a expulsão de Telma. Já a afastou de todas as funções partidárias, inclusive da vice-presidência regional.

Siga o coração
Caso Telma Rufino perca a cadeira, assume a primeira suplente Jaqueline Silva, também do PPL. Com reduto eleitoral em Santa Maria, Jaqueline fez sua campanha acompanhada por um boneco gigante representando um coração cor-de-rosa felpudo, com seu número eleitoral. O tag da campanha, a propósito, era justamente Siga o Coração. Jaqueline é próxima a Marco Antônio Campanella e teria como missão defender o grupo na CPI do Transporte.


Fonte: Eduardo Brito/Do Alto da Torre/Jornal de Brasília
Leia também em www.agenciasatelite.com.br

Postar um comentário

0 Comentários