Em assembleia, Polícia Civil decide pela continuidade da greve

Ficou marcado para a próxima terça (15) uma nova assembleia para discutir a situação da categoria


Em mais uma assembleia realizada na tarde desta sexta (11), em frente ao Palácio do Buriti, os policias civis decidiram pela continuidade da greve. Ficou marcado para a próxima terça (15) uma nova assembleia para discutir a situação da categoria. Segundo o Sindicato dos Policiais Civis do Distrito Federal (Sinpol-DF), mais de três mil policiais participaram do ato. No entanto, a Polícia Militar informou que o número era de 1.500 policiais.

Desde o último ato, na quarta (9), a Polícia Civil não está recolhendo corpos por morte natural. Além disso, a emissão e entrega de carteiras de identidade também foi interrompido. Na assembleia desta sexta, os policiais decidiram suspender também as escutas telefônicas. 

No terceiro dia de greve, o Tribunal de Justiça do DF e Territórios determinou que todos os policiais retornassem ao trabalho imediatamente. De acordo com o magistrado, a paralisação é ilegal, uma vez que a segurança pública é um serviço essencial para a população. O Sinpol, no entanto, afirma que entrará com recurso para reverter a decisão judicial do órgão.


Fonte: Da redação do Jornal de Brasília
Leia também em www.agenciasatelite.com.br

Postar um comentário

0 Comentários