Ói, olha o trem, vem surgindo...!


O que esperar de uma tropa desmotivada no que tange a condições de trabalho, com efetivo que mal dá para preservar as instalações físicas de suas unidades. A quem a população terá que recorrer?
Só lhes restarão rezar novena, dezena ou trezena, Orar ao Pai ou a todos os santos e orixás. Aquele que estiver desocupado, que atenda a causa.
A única luz no fim desse túnel é a do trem da violência, que vem fumegando para ceifar o povo que está no meio. Do outro lado temos a incompetência dos nossos gestores, legitimamente eleitos pelas urnas eletrônicas montadas pela "cumpanheirada" Venezuelana.
Com certeza, é em razão disto que o criador nos colocou nesta provação e tem demorado para nos socorrer, pois foi o próprio povo quem os escolheu com o discurso de que seriam os melhores da espécie. Imagine se fossem os piores...? Mais uma vez o povo escolheu Barrabás e não adianta chorar.
Piedade, piedade meu Deus, pois ELES sabem muito bem o que fazem, só os eleitores fariseus não sabem ou não sabiam do que ELES seriam capazes de fazer! E nesse "entrevero", temos os pobres policiais que são obrigados a "obrar" milagres para resolver o grave problema da violência que campeia cerrado a fora, com salários defasados! Isso numa cidade que tem o custo de vida dos mais altos do país, aonde se pensa que todos aqui são Ministros, Senadores, Deputados, funcionários do mais alto escalão da Petrobrás ou membros da Diretoria do PTeco. Sem falar dos pobres policiais que, ao se depararem em suas investigações com alguma "excremência", digo, Excelência, com foro privilegiado, são transferidos para Sobradinho, Planaltina, Brazlândia, Santa Maria ou Setor “O”. Essas tais transferências dependem do grau de influência da "excremência" investigada. No caso dos Federais, vão para o Oiapoque ou Chuí e se não forem transferidos, são colocados no famoso corredor, sendo liberados para serem requisitados, nem que seja para os quintos dos infernos.
Por fim, se muitas dessas "premiações" não puderem ser implementadas, são estigmatizados como PTistas na instituição. Daí muitos preferem como opção, o Chifre (é melhor ser Corno do que PTista), a cachaça ou o suicídio. Acredito que é em virtude disso que o departamento de psiquiatria das instituições é um dos mais atuantes, tendo agenda sempre lotada.
Enfim, assim caminha a segurança (Polícia). Não nos esquecendo que a polícia e o povão estão no meio do túnel, a luz à frente é do trem da violência, por traz as "excremências". Na parte de cima temos a falta de condições de trabalho (efetivo, etc.) e por baixo estão os trilhos que conduz a tudo e a todos. Vamos considerar que seria o salário que não dá para oferecer uma vida digna a esses heróis da resistência, pois tem que pagar o aluguel, prestação, escola para os filhos da creche à faculdade, transporte, combustível, água, luz, internet, telefone, arroz, feijão, óleo, sal, carne, farinha, café, açúcar, pão, remédios, plano de saúde, cartão de crédito, material escolar e pinga (pois ninguém é de ferro).
Vou parar por aqui, pois dá vontade de desistir! Agora imagine a população como está se sentindo e o policial com toda essa carga de violência, tendo que se desdobrar em dez para apresentar os meliantes à Justiça. E a sociedade é quem sempre acaba pagando o pato de todos esses atos e omissões dos gestores, vendedores dessa tal “sensação de segurança”, que nem eles sabem muito bem o que significa.

Parei por aqui, pois o trem está chegando!!!



Por Alceu Prestes de Mattos

Postar um comentário

0 Comentários