Professores com deficiência poderão ter prioridade na escolha de turmas


Os professores com deficiência da carreira Magistério Público poderão ter prioridade no procedimento de escolha de turmas. Este é o objetivo de projeto aprovado pela Comissão de Educação, Saúde e Cultura (CESC) na manhã desta quarta-feira (30). O PL nº 1.084/2016, proposto pelo deputado Bispo Renato Andrade (PR), altera a Lei nº 4.317/2009, que trata sobre a Política Distrital para Integração da Pessoa com Deficiência. Se aprovada, a medida deve beneficiar cerca de 600 profissionais da área de educação.

Bispo Renato alega que o projeto assegura o direito à proteção e à inserção social da pessoa com deficiência. "É necessário garantir turma compatível com as necessidades geradas pela deficiência", argumentou a relatora da matéria na CESC, deputada Luzia de Paula (PSB). O deputado Prof. Reginaldo Veras (PDT) disse que a iniciativa é "corajosa", uma vez que essa prioridade não é consensual entre a categoria, composta por mais de 30 mil profissionais. "Trata-se de matéria desafiadora", concordou o deputado Wasny de Roure (PT).

O projeto foi aprovado com o voto dos quatro distritais presentes: Luzia de Paula, Prof. Reginaldo Veras, Wasny de Roure e Juarezão (PSB). Professores com deficiência que acompanhavam a reunião do colegiado comemoraram a decisão.


Fonte - Agência Satélite

Postar um comentário

0 Comentários