Obituário - Valparaiso perde Fernando Lopes

Simples, cativador, humano e prestativo. Essas são algumas das atribuições de uma das mais importantes lideranças políticas de Valparaiso de Goiás, que faleceu na noite do último sábado (3), em decorrência do Covid-19. 


Fernando Lopes de Oliveira ou “Fernando Lopes” como era conhecido, nasceu em Brasília, mas tinha em Valparaiso sua segunda “terra natal”. Formado em Administração de Empresas, foi o precursor em administração condominial no município, tendo auxiliado na fundação de empresas do seguimento, coisa que mais tarde lhe traria algumas decepções. 

Por falar em decepções, Fernando na sua simplicidade, companheirismo e ingenuidade, auxiliou alguns oportunistas na fundação de empresas do seguimento imobiliário, com a proposta de que o “crescimento seria coletivo”. Todavia, parte desses, ao sentirem a força do empreendimento, viraram as costas para Fernando, muitas vezes aplicando-lhe “calotes” financeiros e deixando-o em condições nada favoráveis (Atitudes típicas de canalhas, vagabundos e oportunistas desprezíveis), tendo esse que recomeçar do zero. Mas, na sua simplicidade e apesar do descontentamento, Fernando nunca deixou de atender a aqueles que sempre chamou de “amigos”, e por várias vezes voltava a auxiliar os infelizes, que tão em pouco tampo, viravam-lhes as coisas. Caso semelhante aconteceu com uma “associação” a qual Fernando transformou em administradora de condomínios, em parceria com algumas pessoas que mais tarde, segundo confidenciou a um amigo, “foi expulso por um dos sócios (canalha), que se ostenta autoridade política na região. Fernando além de ser ameaçado de morte por esse elemento em frente a sua residência, ainda teve seu nome caluniado nos condomínios por esse ser imundo, simplesmente por reivindicar o que lhe era de direito, ou seja, pagamentos”. 

Política 


Na política, Fernando fez várias amizades por ser uma das lideranças mais atuantes do município, entre esses amigos se destaca o advogado Dr. Roberto Martins, o qual sempre foi aliado. Em uma breve homenagem nas redes sociais, ele descreveu um pouco do amigo. “...sempre estivemos juntos e, muitos foram os momentos de luta. Uma perda de um grande homem, fiel, companheiro e que sempre se prontificava a ajudar o próximo”. 



Recentemente Fernando havia declarado apoio a candidata a vereadora e amiga Cida Moura, que nas redes sociais externou toda a sua tristeza com a morte do amigo. “Este sim acreditou em mim meu amigo meu parceiro meu assessor de campanha, um homem de coração grande a dois anos atrás começamos a construir um sonho no qual hoje estou a realizar amigo dos meus filhos e do meu marido, meu amigo irmão, que sabia de tudo da minha vida amigo da minha família na realidade ele já fazia parte dela, Fernando o senhor te levou mas nunca vou esquecer de você e do que você falava para mim, que eu tirava água do asfalto, você dizia que eu era Aroeira. Obrigado por tudo, vou continua pois sei que isto que você queria. Onde você estiver vai nos dar força para seguir. Nós te amamos”. 

Outros amigos e parentes também deixaram suas condolências nas redes sociais e demonstraram bastante tristeza com a partida de Fernando Lopes. Seu primo Renato Barros postou nas suas redes a tristeza em perder o amigo. “Acho que te devo essa homenagem, tenho tantas lembranças com você... conversas... alegrias e tristezas... mas quem está vivo sabemos que um dia vai estar morto... mas a morte não precisa ser tão prematura! já falei que ela pode chegar depois dos 90... é justo! antes eu acho injusto... Fernando Lopes, chegou sua hora de partir... então até breve!” 

Sempre prestativo, Fernando deixou um legado a ser seguido, o de “sempre fazer o bem, sem olhar a quem”. Foi assim durante toda a sua vida. Um dos pontos mais marcantes de Fernando ocorreu quando, por mais de dois anos, conciliou a vida profissional e o tratamento dispensando por vários anos a ex-esposa (Lúbia), que acometida de uma enfermidade, necessitava de acompanhamento diário. Ele dizia a época que deixou a condição de esposo para se dedicar ao trato de pai, sempre se preocupando com os horários de alimentação, remédios e higiene da sua esposa. Ao final de 2019, a pedido dos seus familiares (dela), Lúbia voltou para o estado do Tocantins, pois necessitava de maior atenção no tratamento e presença dos seus familiares. 

Fernando assim continuou a sua vida e atualmente, de acordo com um familiar, Fernando tinha uma namorada chamada Francisca. A atual companheira esteve ao seu lado ao longo deste ano. Ele deixou dois filhos dois filhos João Victor (23) e Yasmim Lopes (21), frutos do primeiro casamento, dos quais era um eterno apaixonado. 

O sepultamento de Fernando Lopes aconteceu na tarde desse domingo (4), no Cemitério e Crematório Jardim Metropolitano de Valparaiso de Goiás. 

Nós do Jornal Satélite Notícias, em especial, eu, Celso Alonso, editor chefe e amigo estou consternado com a partida do meu amigo e peço a Deus que na sua plenitude, conceda o Reio e a Glória a esse homem que marcou sua passagem entre nós. Descanse em Paz amigo Fernando da Silva Lopes.

Fonte - Agência Satélite

Postar um comentário

0 Comentários