Instituto de Identificação realiza missa em homenagem a Juninho



Saudade! Este foi o sentimento de familiares e amigos do Perito Papiloscopista Ridevaldo Brito Júnior, durante a missa de 30º dia do seu falecimento, que foi realizada na tarde dessa sexta-feira (6), no hall de entrada da sede do Instituto de Identificação. 

“Juninho”, como era conhecido, faleceu aos 44 anos de idade, vítima do COVID-19, no dia 6 de outubro. O Instituto de Identificação da PCDF e a Associação Brasiliense de Peritos Papiloscopistas promoveram o ato ecumênico em sua homenagem para celebrar a data. 

A missa conduzida pelo Padre Tininho, Pároco da Paróquia São João Bosco do Núcleo Bandeirante e amigo da família, foi marcada pela emoção. Em sua pregação o sacerdote transmitiu conforto a todos naquele momento. “Estamos vivenciando sentimentos de tristeza e alegria. Tristeza por nunca mais poder ver o Júnior fisicamente, mas de alegria pela festa em virtude da sua chegada ao Reino de Deus, cumprindo a promessa de Jesus Cristo, de um dia estar ao lado do Pai”. 

Durante a celebração, a mãe, Maria Alice e a esposa, Alice Maria, receberam das mãos do diretor do Instituto de Identificação, Simão Pedro e do vice-Presidente da ASBRAPP, Agenor Segundo, placas em reconhecimento aos serviços prestados por Juninho à instituição, que continham os seguintes dizeres: 

“Os Peritos Papiloscopistas do Instituto de Identificação da Polícia Civil do Distrito Federal agradecem seu profissionalismo e comprometimento durante todos esses anos, que muito contribuíram para a nossa história. Fica em nossos corações o sentimento de amizade, carinho e alegria que você sempre demonstrou com todos nós. Eternas Saudades!” 

Após receber a honraria a mãe de Juninho agradeceu ao carinho recebido e falou do quanto o filho era uma pessoa querida por todos. “Eu não sei dizer o quanto meu coração está cheio de gratidão, pois meu filho foi uma pessoa cheia de vida e muitas amizades. Em casa nunca nos deixou sozinhos e desamparados, sempre esteve presente cuidando da família. Também nos deixou um legado muito grande, que é o de união e amor ao próximo, pois sempre estávamos reunidos. Hoje o meu coração está em Paz, pois tenho a certeza que o meu filho está ao lado de Deus e um dia vamos estar juntos.” 

Maria Alice completou falando das qualidades do filho. “Aquilo que o Junior aprendeu ele usou no dia-a-dia. Nesse momento nos sentimos enfraquecidos, mas temos a certeza de que ele descansa em Paz ao lado de Deus. Muito obrigado a todos vocês por terem feito o que fizeram pelo meu filho.” 

A celebração foi finalizada com uma salva de palmas em homenagem a Juninho e os familiares receberam mais uma vez as condolências dos amigos do Instituto de Identificação da Polícia Civil do Distrito Federal.

Confira as fotografias da missa:
































Postar um comentário

0 Comentários