A culpa é das estrelas

Derrota de candidata a prefeita em Alexânia foi motivada, segundo pessoas próximas, a coordenação liderada por Pablo Valente que não soube gerenciar o nome da candidata politicamente. 

Foto - Assessoria de Campanha


Uma campanha considerada a mais forte de Alexânia, município do Entorno do Distrito Federal, cerca de 80km da capital, teve um resultado previsível após a finalização da contagem dos votos que aconteceu na noite de domingo (15). Cida do Gelo (PTC), candidata à Prefeitura da cidade e a mais popular entre os demais candidatos, perdeu a eleição para o atual prefeito e candidato a reeleição, Alysson da Silva Lima (PP) e ainda amargou a terceira colocação entre três candidatos. 

Um dos erros cometidos por Cida durante sua caminhada rumo a Prefeitura de Alexânia, sendo considerado o maior deles, foi a escolha do seu coordenador geral e político, Pablo de Sousa Valente Lima, popularmente conhecido por “Pablo Valente”. De acordo com informações levantadas pelo JSN, desde que assumiu a pré-campanha e consequentemente a campanha, Valente promoveu a insatisfação de algumas pessoas que nutriam simpatia por Cida do Gelo. “Ele chegou com arrogância, mostrando superioridade, tratando muitas pessoas simples por baixo e se colocando como sendo o senhor da razão. Presenciei por várias vezes ele discutindo e gritando com pessoas nossas e sempre que contrariado usava de chantagem dizendo que se não fosse do jeito dele, deixaria a campanha e ia embora”, afirmou um candidato a vereador. 

Outro fato negativo a respeito do coordenador, foi uma estória contada e sustentada por ele desde que desembarcou na campanha, de que “seria amigo pessoal do governador Ibaneis Rocha e uma das maiores lideranças políticas da Candangolândia, cidade satélite de Brasília”, sempre ostentando um “fantasioso currículo” invejável. Porém o título ostentado por Pablo era composto somente de falácias e sonhos, pois o desempregado Pablo Valente, foi candidato a deputado distrital na capital federal (direito de qualquer cidadão) e, apesar de soprar aos quatro ventos ter a tal liderança que ostentava e a expertise política que vendia, nas eleições de 2018 não conquistou 10% dos votos locais e ainda, devido a suposta “amizade que nutria com o governador Ibaneis Rocha”, não conseguiu emprego no GDF nos dois primeiros anos de governo. Muito estranho para uma pessoa próxima ao governo como dizia ser. Além disso, Valente se vangloriava em dizer que foi coordenador geral da campanha de uma ex-prefeita da cidade de Candeias, no estado da Bahia, informação essa desmentida por assessores da política que atualmente é deputada federal pelo estado. 

Pablo sempre se mostrou autoritário junto aos cabos eleitorais e para alguns candidatos a vereança, tanto que, segundo relatos, muitos preferiram tratar de assuntos da campanha com outras pessoas e não mais com o coordenador. 

Cida na sua inocência, acreditava no talento do jovem que a conquistou através da fala. Aliás, Pablo é muito talentoso na frente do computador, muito criativo e detalhista. Todavia, atributos que lhe faltaram foram a humildade em saber, primeiramente ouvir, bem como, compartilhar experiências e não colocar em prática as suas deduções sem uma segunda opinião. “Na frente da Cida ele era uma pessoa e por trás outra. Muitas vezes acabava por afastar muita gente do lado dela, mas não adiantava porque Cida não ouvia, uma vez que estava centrada no que dizia Pablo e isso pesou nas urnas”, contou outro candidato a vereança. 

Um simpatizante da campanha de Cida informou ainda que era comum Pablo dar ordens em tom ditatorial para os cabos eleitorais, bem como desautoriza-los na frente de todos. “Isso é ruim para uma campanha, mas sempre acreditamos que isso ia ser revertido. Era questão de tempo para agende vencer. O resultado foi o inverso. E agora?” 



De acordo com relatos, Pablo também foi responsável por autorizar a divulgação de uma pesquisa “fraudulenta” em que a candidata aparecia em primeiro lugar, muito a frente do segundo colocado, ato que todos na cidade, inclusive pessoas próximas sabiam que não condizia com a realidade. “Esse fato também pesou, pois, os eleitores não são tão ingênuos para acreditar em tais coisas. Ela vinha crescendo gradativamente, mas com a divulgação desse resultado e de outros, a campanha caiu muito”, disse o candidato a vereança. 

O candidato ainda informou do risco em divulgar tal pesquisa do Instituto Pódium, tendo em vista sua reputação nas mídias. “Sabendo do que estava acontecendo em relação a pesquisas eleitorais feitas por esse instituto, muitos foram contra a sua divulgação, mas esse rapaz exigiu que ela fosse divulgada mesmo sabendo dos riscos. Ninguém conseguiu o convencer do contrário, pois dizia que isso iria mudar o rumo da campanha. E mudou, porém, para baixo!” 

A oposição sabendo dos fatos, identificou a fragilidade da campanha e as usou contra Cida do Gelo, que pela simplicidade se deixou levar pelas falácias de Pablo, que sempre foi taxado por muitos como sendo um “oportunista”, sem qualquer conhecimento político e que jogou fora a grande oportunidade de Cida do Gelo voltar a administrar Alexânia, após o desgaste político sofrido no passado. 

Pablo Valente por sua vez, voltará a capital federal e continuará sua alucinação de ser o melhor dos melhores (provou o contrário pela segunda vez), vivendo de falácias, que poderá levar mais prejuízos a outras pessoas de bom coração, que dão oportunidades a esses seres e são traídas pelo desconhecimento político. 

“Esse garoto precisa aprender que política é feita de muito diálogo, troca de experiencias e acima de tudo expertise e conhecimento técnico. Mentiras, contos, arrogâncias e estórias são para os candidatos e não para os seus coordenadores. A derrota nas urnas da nossa querida Cida do Gelo se deu única e exclusivamente a esse rapaz que, diga-se de passagem, é muito arrogante, intrometido, mentiroso e ainda acha que sabe tudo. Que pena, perdeu o nosso município a grande oportunidade de ser administrado por uma pessoa séria e competente, que acima de tudo é simples e amiga de todos”, disse uma liderança local que não quis se identificar. 

Outra liderança política da cidade relatou com muita tristeza da derrota de Cida do Gelo no processo eleitoral e atribuiu a responsabilidade ao coordenador. “Sempre acreditamos na mudança, especialmente sabendo que essa viria por parte da Cida do Gelo, mas a sua coordenação foi um desastre e isso me entristeceu muito. Esse moço sempre se mostrou um centralizador, não compartilhava ideias tampouco aceitava opiniões, demonstrando ter medo de dar oportunidade a outra pessoa e essa tomar o seu lugar. Só pode! Ele também não era de agradecer aos parceiros da campanha, parece que escolhia a dedo quem seria lembrado e sempre se vangloriava em público se mostrando o dono da razão.” 

“Infelizmente a culpa de Cida do Gelo em perder as eleições municipais foi o de dar poder demais a uma pessoa sem qualquer experiência, deixando-o tomar conta da sua campanha ao outorgar-lhe totais poderes para decidir sobre o rumo dessa. Talvez se tivesse encurtado as rédeas e escutado as pessoas que verdadeiramente estavam ao seu lado, as coisas teriam sido melhores e o resultado seguramente seria o contrário, pois não houve disputa entre o Allysson e o Ronaldo e sim da Cida contra ela mesma”, concluiu a liderança. 

Em contato com a coordenação de campanha da Cida do Gelo, essa não retornou as ligações para justificar o resultado das eleições municipais. 

O resultado final da eleição para prefeito de Alexânia ficou assim definido: Allysson (PP) 7.080 votos - 47,78%, Ronaldo Queiroz (PTB) 4.170 votos - 28,14% e Cida do Gelo (PTC) 3.569 votos - 24,08%. 

Os vereadores eleitos foram: Odair Rabelo (DEM) 488 votos, Mozart Valadares (PP) 464 votos, Ana Maria Enfermeira (PL) 442 votos, Rafael Bolinha (Cidadania) 341 votos, Mateus Henrique (PP) 331 votos, Professor Dorivaldo (Cidadania) 328 votos, Théo do Baré (PTB) 328 votos, Marques da Auto Escola (PSDB) 315 votos, Claudio Valadares (Solidariedade) 312 votos, Tia Rosa da Van (PSL) 309 votos e Portelinha (PROS) 171 votos. 

Fonte - Agência Satélite 

 

Postar um comentário

0 Comentários