Ex-mulher de vocalista do Molejo sai em defesa do cantor: “Jogo sujo”

Anne Dias, que morou com Anderson Leonardo por cerca de 2 anos, diz acreditar que acusação de estupro seja armação do funkeiro MC Maylon

Instagram/Reprodução

Rio de Janeiro – Anne Dias, que morou por cerca de 2 anos com Anderson Leonardo, vocalista do grupo Molejo, que está sendo acusado de estupro pelo funkeiro e dançarino Maylon Douglas Pinto de Nascimento Adão, o MC Maylon, saiu em defesa ao cantor.

Em entrevista ao jornalista Betoh Cascardo, em uma live no YouTube, Anne afirmou não compactuar com “o que estão fazendo com Anderson ” e acredita que o caso seja uma armação do funkeiro.

“É jogo sujo, é sujo! E quem está com ele é mais sujo ainda. Eu estou indignada! Sou mãe de dois meninos. Já tem 13 anos que não tenho nada com o Anderson. Quem está com ele sabe disso. Eu tenho só gratidão por esse homem, que sustenta muitas famílias. Esse pai não deixa de honrar como filho e como pai, que não deixa de trabalhar”, disse Anne.

Sobre o suposto estupro, que, segundo MC Maylon, teria acontecido na madrugada do dia 11 de dezembro do ano passado, em um motel na zona oeste do Rio de Janeiro, a ex-mulher do vocalista do Molejo dispara:

“Isso é um assunto muito sério. Tem muita gente que não tem coração. A verdade é essa. Talvez eles (MC Maylon, familiares e amigos) não estão tendo a visão real do que é um abuso. Por que ser aliado a uma história tão suja, tão feia, gente?”, argumentou.

“Todas as mães desse Brasil deveriam olhar para essa história e pensar o que realmente está acontecendo. Por que se alienar a uma história tão suja? Estou indignada”.

No último Carnaval, Anne contou ter ido a um churrasco e, no local, encontrou uma pessoa muito próxima de MC Maylon, que ao saber que ela era ex-mulher de Anderson, contou sobre o relacionamento dos dois: “Fiquei sabendo que o Anderson pagou o peito, a bunda do Maylon, o cabelo dele também e ele ainda queria R$ 15 mil”, disse Anne, afirmando ainda que ouviu essa mesma pessoa falando que a mãe de MC Maylon iria manter a versão do estupro até o final.

Entenda o caso

O funkeiro e dançarino Maylon Douglas Pinto de Nascimento Adão, o MC Maylon, de 21 anos, acusa Anderson Leonardo, vocalista da banda de pagode Molejo, de estupro. O crime teria acontecido na madrugada do dia 11 de dezembro do ano passado em um motel em Sulacap, zona oeste do Rio de Janeiro.

Segundo MC Maylon, Anderson Leonardo teria forçado o funkeiro a ter relações sexuais com ele. A ocorrência policial foi registrada na 33ª DP (Realengo). O pagodeiro nega as acusações, admite que houve sexo com MC Maylon, mas “tudo consensual”.

MC Maylon entregou para a polícia uma cueca e o sabonete usados por ele no dia do suposto estupro. Um exame de DNA foi feito no material biológico encontrado na cueca usada pelo dançarino e confirmou presença de esperma de Anderson Leonardo.


Fonte Metrópoles

Postar um comentário

0 Comentários