Page Nav

HIDE

Últimas notícias:

latest

Ads Place


FUTEBOL - Flamengo busca reforços para diminuir sobrecarga em Arrascaeta e aumentar opções no meio

Contra o Corinthians, time só tinha um meia disponível diante do incômodo do uruguaio, da lesão de Everton Ribeiro e de dores de Matheus França

Arrascaeta viajou para o Chile com o Flamengo — Foto: Marcelo Cortes/Flamengo

O Flamengo vai ao mercado com força nessa próxima janela e, como trazido pelo ge, o meio-campo é a posição prioritária. Não à toa a diretoria busca de dois a três nomes para o setor. Jorge Sampaoli quer jogadores capazes de executarem mais de uma função e com poder criativo.

Tal ênfase no setor também representa uma diminuição da sobrecarga em cima de Arrascaeta. Há quantas janelas já não se cobra um reserva para o uruguaio?

Arrasca é constantemente convocado e tem apresentado problemas físicos. No ano passado, o departamento médico teve de fazer criterioso controle de carga para tê-lo bem nas fases agudas da Libertadores e da Copa do Brasil. Uma pubalgia tirava o sono do camisa 14, tanto que, em entrevista ao ge durante o Mundial, ele revelou um momento de pausa total nos exercícios para zerar a lesão.

O ano começou, e as coxas viraram problemas. Uma lesão no adutor esquerdo sofrida em 19 de março o tirou dos jogos por 45 dias. No último domingo, um incômodo na posterior da outra coxa o fez ser cortado do duelo entre Flamengo e Corinthians durante o aquecimento.

O jogo contra os paulistas, aliás, liga um sinal de alerta em relação a um time que pode ficar sem muitas opções criativas pelas características de elenco. Gerson continuará como meia sob orientação de Sampaoli e seguirá como titular absoluto. O outro é Arrascaeta, que, a julgar pelo último ano, precisa de dosagem de carga.

As outras opções têm características diferentes. Everton Ribeiro é jogador de qualidade técnica e que dificilmente fica indisponível. Não à toa o clube tem interesse na renovação do contrato, que é válido até dezembro. A lesão sofrida contra o Fluminense - na parte anterior da coxa esquerda - foi a primeira de ordem muscular da carreira. Os 34 anos de idade, porém, pedem atenção.

Victor Hugo fez todas as funções ofensivas na base, sobretudo a de armador, mas desde que se profissionalizou tem sido requisitado para atuar mais como um camisa 8. Sampaoli está encantado com o jovem, mas na contramão de Arrasca e Ribeiro, Victor é jovem valorizado e sempre pinta como possibilidade de venda para o exterior.

Quem está ainda mais na iminência de ser vendido é Matheus França, em quem o mercado europeu veio com pujança desde a janela do segundo semestre de 2022. Após recusas a investidas de Bayer Leverkusen e Newcastle no início do ano, o Flamengo sabe que receberá novas ofertas vantajosas.

Atenção também em outro setores

Se o meio é prioridade por conta das situações elencadas acima, o Flamengo se mexe em outras posições muito também em função de ídolos de 2019 não estarem mais no ápice físico. Ayrton Lucas é outro que começa a ser sobrecarregado devido ao fato de Filipe Luís estar sofrendo com questões musculares.

Na zaga, Rodrigo Caio já não consegue sequência em face aos constantes problemas apresentados de 2021 em diante, enquanto na frente Bruno Henrique é quem merece atenção especial após gravíssima lesão multiligamentar sofrida em junho do ano passado.

Para uma das pontas, o Flamengo já trouxe Luiz Araújo. A lateral esquerda também será reforçada por conta da situação de Filipe, e a zaga é outro setor olhado com carinho. Não só em função de Rodrigo, mas também porque David Luiz vem sofrendo lesões e pelo fato de Sampaoli não estar utilizando Pablo por questão de característica de jogo.

Em busca de opções criativas para vencer retrancas, o Flamengo também se arma para ter visão no mercado e realizar negócios que viabilizem a reconstrução de um elenco variado e capaz de competir em várias frentes.

Fonte - Globo Esporte

Nenhum comentário




Latest Articles