Page Nav

HIDE

Últimas notícias:

latest

Ads Place


FUTEBOL - Todos com Pulgar: golaço é o ápice de "mudança de realidade" no Flamengo

Tímido e figura que praticamente passou despercebida em 2023, chileno de 1,87m se agiganta por qualidades na saída, no jogo aéreo e pela capacidade de atuar entre os zagueiros

"É valorizar seu esforço e sua troca de realidade porque ele mudou a imagem dele com a torcida e com o clube. Hoje é um jogador muito reconhecido e importante".

Assim Jorge Sampaoli celebrou a grande atuação de Erick Pulgar, autor do golaço que abriu a vitória por 4 a 1 sobre o Vasco. E o argentino é certeiro ao falar sobre a transformação do atleta de 29 anos dentro do Flamengo. Introspectivo, o reserva pouquíssimo utilizado em 2022 foi alçado a figura central desde o mês passado.

Pulgar é abraçado pelo grupo do Flamengo contra o Vasco — Foto: Paula Reis/Flamengo

A segunda-feira foi ainda mais especial, de absoluto protagonismo. Na comemoração do gol, todos os jogadores de linha pularam sobre ele com muito entusiasmo. Depois, Pulgar foi ofuscado por um cumprimento coletivo do banco. Os calorosos abraços se transformaram em palavras no pós-jogo.

Como de praxe, a entrevista coletiva de Jorge Sampaoli foi aberta pela repórter Luana Trindade, da FLA TV, e a pergunta teve Erick Pulgar como tema principal. O argentino fez mais elogios.

- O conheço desde o Chile. Ele está evoluindo muito para o bem do time. Tem muita condição para jogar de meio-campista ou de zagueiro. Tem bom passe, boa saída e muita confiança hoje - disse Sampaoli, primeiro treinador a convocar Pulgar para a seleção chilena.T

Contra o Vasco, Pulgar foi o jogador que mais deu passes na partida de acordo com o scout da TV Globo. Foram 81, com apenas dois errados (aproveitamento de 97%). Quando o Flamengo não tinha a bola, metia-se entre os zagueiros tanto para fazer valer a bola impulsão e os 1,87m de altura, como também o fazia para qualificar a transição da defesa para o ataque.

A estratégia de colocá-lo em linha ao lado de Fabrício Bruno e David Luiz deu certo. Segundo o Sofascore, ganhou todos os três duelos aéreos que disputou. Pelo chão, perdeu apenas três de nove. Além disso, foram cinco desarmes, quatro bolas longas certas de cinco possíveis e nenhuma falta cometida.

Sampaoli explicou por que o utilizou como zagueiro na fase defensiva e elogiou a proteção dada aos companheiros da primeira linha.

- O plano de jogo defensivo era que o Pulgar que se colocasse entre os zagueiros porque o Vasco é o time que mais cruzamentos faz no Brasileirão. Então, precisava proteger essa zona, e Erick controlou bem por ali.

Adaptação difícil e jeito caladão

No ano passado, Pulgar jogou apenas oito vezes. Das partidas "à vera", foi titular somente no empate por 1 a 1 com o Ceará, jogo em que mostrou boa condição técnica. Depois disso, iniciou apenas mais três jogos, um com time-misto que bateu o Santos por 3 a 2 antes da final da Libertadores, e depois diante de Corinthians (1x2) e Juventude (2x2), partidas disputadas por reservas do Flamengo após a conquista continental e da Copa do Brasil.

Além de se tratar de um jogador que acabara de chegar a um futebol onde nunca havia jogado, Erick Pulgar também via suas oportunidades escassearem pelo ótimo momento que viviam João Gomes e Thiago Maia.

- Erick é um grande jogador, jogou no nível altíssimo no futebol europeu, só tem agregar ao nosso elenco. Até brinco com ele: tem muita qualidade e muita visão de jogo. Então fico feliz por tê-lo aqui. É difícil para um estrangeiro chegar a outro futebol, sofre com adaptação. Feliz que está se reencontrando no nosso elenco. Garoto que merece muito e que vai nos ajudar bastante na temporada - elogiou Fabrício Bruno após a goleada sobre o Vasco.

A realidade, como disse Sampaoli no topo da matéria, mudou. Desde a chegada do argentino, disputou 10 jogos, oito como titular. A estreia com o velho conhecido foi no empate por 1 a 1 com o Racing, em 4 de maio. No gol rubro-negro, em jogada ensaiada, Pulgar achou Gabigol com lindo passe que surpreendeu o rival.

- Apesar de o Pulgar ser um cara bem quieto e bem calado, eu tento trazê-lo para gente, brincar, soltá-lo um pouco mais. E é um cara que com a bola no pé é inexplicável, joga demais. Está me ajudando muito na marcação e sempre fazendo a cobertura. E é automático: quando ele sobe, eu estou cobrindo, e vice-versa - elogiou Thiago Maia em outra entrevista recente.

Se não é frasista como Bruno Henrique e raramente encara entrevistas, Pulgar está definitivamente em outro patamar. É titular absoluto, está nas graças da torcida e do elenco e ainda voltou a ser convocado para a seleção chilena. E o reconhecimento por parte do comandante é público.

- Conquistou isso com muito esforço. Estou feliz por ele e acha merecido a sua volta à seleção chilena. Que entregue lá tudo que está rendendo aqui - encerrou Sampaoli.

Time do Flamengo comemora gol de Erick Pulgar — Foto: Fred Gomes / ge

Elenco abraça Pulgar em comemoração ao gol do Flamengo — Foto: Fred Gomes / ge


Fonte - Globo Esporte

Nenhum comentário




Latest Articles