Rollemberg anuncia pacote de 52 obras ao custo de R$ 5 bilhões

Maior parte dos empreendimentos conta com recursos do governo federal. Programa traz cronograma de obras retomadas, em andamento ou revistas.

O governador Rodrigo Rollemberg durante entrevista sobre pacote de obras anunciado nesta quinta (Foto: Raquel Morais/G1)

O governador Rodrigo Rollemberg anunciou nesta quinta-feira (16) 52 projetos de restauração de centros culturais, implantação de redes de drenagem pluvial, construção de creches, instalação de aterros sanitários e outros projetos a serem executados até o final da gestão dele à frente do Distrito Federal, orçados em pouco mais de R$ 5 bilhões. O aviso aconteceu durante a apresentação do Plano de Obras, na reunião do Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social.

O documento traz o cronograma das construções retomadas, em andamento ou revistas. Além disso, informa os responsáveis, custo estimado, fonte de recurso, andamento e previsão de conclusão. A maior parte das obras conta com recursos do governo federal.

Parte das propostas já havia sido anunciada pelo governo, como a drenagem e pavimentação do Sol Nascente, por R$ 185 milhões; conclusão de nove terminais rodoviários, por R$ 40 milhões; execução de quatro viadutos em Águas Claras, por R$ 12 milhões; construção de mais 24 creches, ao custo de R$ 2,8 milhões cada.

Rollemberg afirmou que também estão previstas 114 pequenas obras para o período, mesmo não listadas no documento. Segundo o governador, o empréstimo de R$ 567 milhões do Banco do Brasil e a liberação de recursos do PAC foi essencial para os investimentos.

"Muito importante para que possamos ter um rito de aprovação de projetos mais ágil, mais rápido. A gente sabe da importância da construção civil para Brasília. Portanto, também vai contribuir para a melhoria do ambiente econômico e a geração de empregos"
Governador Rodrigo Rollemberg

Entre as novidades estão a construção de uma nova Ponte do Bragueto, do túnel rodoviário de Taguatinga e do viaduto ligando Sudoeste e Parque da Cidade. A construção de unidades básicas de saúde, prometida durante a campanha eleitoral, não foi citada no documento.

Crise financeira
Rollemberg declarou ainda que a verba utilizada nas obras não pode ser destinada ao pagamento de servidores – o governo trabalha com a possibilidade de faltar dinheiro para os salários no final do ano. Para reverter o quadro, ele disse que está elaborando um pacote de medidas.

Entre as previsões estão encaminhar um projeto de lei à Câmara Legislativa para simplificar o licenciamento de atividades econômicas de baixo impacto ambiental. O texto ainda está sendo redigido e vai contar com indicações do Ibram e da Agefis.

Outra medida é a simplificação do Código de Obras. "Muito importante para que possamos ter um rito de aprovação de projetos mais ágil, mais rápido. A gente sabe da importância da construção civil para Brasília. Portanto, também vai contribuir para a melhoria do ambiente econômico e a geração de empregos", afirmou.

A secretária de Planejamento, Leany Lemos, afirmou que mesmo com os R$ 400 milhões economizados com cortes de verbas e reprogramação de projetos – especialmente com diárias, passagens, combustíveis e aluguéis – o DF ainda tem um “desafio”. Ela também disse que há risco de faltar dinheiro para o pagamento de salários. “A gente não está em um ano bom.”

Outras propostas para aumento da arrecadação, segundo a gestora, são venda de terrenos e trocas para abater parte de dívidas. “De fato hoje a gente tem um desafio, que tem de ser cumprido aí. Manter a linha de austeridade na despesa, mas também trabalhar no aumento de despesa. É disso que a gente precisa para conseguir equilibrar.”

Veja a lista completa das obras anunciadas

1. Construção do novo bloco do Hospital da Criança
Custo: R$ 100 milhões
Situação: retomada ocorre em agosto de 2015
Conclusão: 2016

2. Restauração do Museu de Arte de Brasília
Custo: R$ 3,2 milhões
Situação: retomada ocorre no segundo semestre de 2015
Conclusão: 2016

3. Restauração do Centro de Dança
Custo: R$ 3 milhões
Situação: retomada ocorre no segundo semestre de 2015
Conclusão: 2016

Espaço Cultural Renato Russo, na W3 Sul, em Brasília (Foto: Luciana Amaral/G1)

4. Restauração do Espaço Cultural Renato Russo
Custo: R$ 7,6 milhões
Situação: licitação ocorre no segundo semestre de 2015
Conclusão: 2016

5. Sistema Produtor de Água do Paranoá
Custo: R$ 477 milhões
Situação: licitação aguarda liberação do Tribunal de Contas
Conclusão: 2018

6. Sistema Produtor de Água do Bananal (captação e adução)
Custo: R$ 20 milhões
Situação: licitação ocorre no final de julho de 2015
Conclusão: 2017

7. Sistema de abastecimento de água do Corumbá
Custo: R$ 275 milhões
Situação: início das obras complementares ocorre no segundo semestre de 2015
Conclusão: 2018

8. Drenagem e pavimentação do Buritizinho (Sobradinho II)
Custo: R$ 37 milhões
Situação: em licitação
Conclusão: 2016

Córrego em meio de rua em quadra do Sol Nascente, em Ceilândia (Foto: Isabella Calzolari/G1)

9. Drenagem e pavimentação do Sol Nascente (Trecho I)
Custo: R$ 41 milhões
Situação: em andamento
Conclusão: 2017

10. Drenagem e pavimentação do Sol Nascente (Trecho II)
Custo: R$ 80 milhões
Situação: licitada
Conclusão: 2017

11. Drenagem e pavimentação do Sol Nascente (Trecho III)
Custo: R$ 66 milhões
Situação: licitada
Conclusão: 2017

12. Conclusão da reforma de mais nove terminais rodoviários
Custo: R$ 40 milhões
Situação: em andamento
Conclusão: 2016

Buraco toma conta de rua de Vicente Pires, no Distrito Federal (Foto: Luciana Amaral/G1)

13. Drenagem e pavimentação de Vicente Pires
Custo: R$ 505 milhões
Situação: licitada
Conclusão: 2017

14. Recuperação de 177 quilômetros de vias urbanas
Custo: R$ 58 milhões
Situação: em andamento
Conclusão: 2016

15. Execução de quatro viadutos em Águas Claras
Custo: R$ 12 milhões
Situação: publicação do edital ocorre em julho de 2015
Conclusão: 2016

16. Execução da obra do túnel rodoviário de Taguatinga - Eixo Oeste
Custo: R$ 273 milhões
Situação: em licitação
Conclusão: 2018

17. Construção do viaduto da EPIG, ligando Sudoeste ao Parque da Cidade
Custo: R$ 20,6 milhões
Situação: em licitação
Conclusão: 2016

18. Recuperação e implantação de meios-fios e calçadas
Custo: R$ 50 milhões
Situação: licitação prevista para o segundo semestre de 2015
Conclusão: 2016

19. Ampliação do sistema de drenagem pluvial (Drenar DF)
Custo: R$ 283 milhões
Situação: primeira etapa da licitação concluída
Conclusão: 2018

20. Execução da nova rede de drenagem do viaduto do Metrô
Custo: R$ 3 milhões
Situação: em andamento
Conclusão: 2017

21. Requalificação de três pontos do Projeto Orla
Custo: a estimar
Situação: licitação prevista para o segundo semestre de 2015
Conclusão: 2016

22. Piscinão do Lago Norte (Requalificação de três pontos do Projeto Orla)
Custo: a estimar
Situação: licitação prevista para o segundo semestre de 2015
Conclusão: 2016

23. Calçadão da Ponte das Garças (Requalificação de três pontos do Projeto Orla)
Custo: R$ 9,4 milhões
Situação: licitada
Conclusão: 2016

Concha Acústica de Brasília, incluída no pacote de obars anunciado nesta quinta (Foto: Divulgação)

24. Concha Acústica (Requalificação de três pontos do Projeto Orla)
Custo: R$ 9 milhões
Situação: licitação da segunda etapa prevista para segundo semestre de 2015
Conclusão: 2016

25. Implantação do Aterro Sanitário Oeste
Custo: R$ 27 milhões
Situação: retomada e em andamento
Conclusão: 2016

26. Realização de obras de infraestrutura no Setor Noroeste
Custo: R$ 9 milhões
Situação: licitação da segunda etapa prevista para segundo semestre de 2015
Conclusão: 2016

27. Nova pista de caminhada do Parque da Cidade
Custo: R$ 5,2 milhões
Situação: em andamento
Conclusão: 2015

28. Centro de reserva de águas do Noroeste
Custo: R$ 5 milhões
Situação: em andamento
Conclusão: outubro de 2015

29. Conclusão do projeto Executivo Eixo Sudoeste
Custo: R$ 9,5 milhões
Situação: em andamento
Conclusão: 2015

30. Projeto Caminho das Escolas (rodovias distritais e vicinais)
Custo: R$ 10,1 milhões
Situação: em adequação para lançamento de licitação
Conclusão: outubro de 2016

31. Construção de oito novos terminais rodoviários
Custo: R$ 72,1 milhões
Situação: em andamento (63% concluídos)
Conclusão: outubro de 2015

32. Entrega de 5.904 unidades habitacionais no Riacho Fundo II
Custo: R$ 455,5 milhões
Situação: em andamento
Conclusão: 2015

33. Entrega de 6.240 unidades habitacionais no Paranoá
Custo: R$ 405,6 milhões
Situação: em andamento
Conclusão: 2015

34. Entrega de 128 unidades habitacionais em Santa Maria
Custo: R$ 16,2 milhões
Situação: em andamento
Conclusão: 2015

35. Entrega de 1.008 unidades habitacionais em Samambaia
Custo: R$ 101,9 milhões
Situação: em andamento
Conclusão: 2016

36. Entrega de 33 unidades habitacionais em Sobradinho II
Custo: R$ 1,8 milhão
Situação: em andamento
Conclusão: 2015

37. Construção de creches
Custo: R$ 2,8 milhões por obra
Situação: há 21 unidades em execução
Conclusão: 2018

34. Entrega de 128 unidades habitacionais em Santa Maria
Custo: R$ 16,2 milhões
Situação: em andamento
Conclusão: 2015

38. Construção de escola técnica no Guará
Custo: R$ 11,7 milhões
Situação: começa em agosto de 2015
Conclusão: 2016

39. Construção de escola técnica em Brazlândia
Custo: R$ 11,7 milhões
Situação: licitação prevista para o segundo semestre de 2015
Conclusão: 2018

39. Construção de escola técnica no Paranoá
Custo: R$ 11,7 milhões
Situação: licitação prevista para o segundo semestre de 2015
Conclusão: 2018

40. Construção de escola técnica em Santa Maria
Custo: R$ 11,7 milhões
Situação: licitação prevista para o segundo semestre de 2015
Conclusão: 2018

41. Ampliação do Centro de Detenção Provisória
Custo: R$ 10,2 milhões
Situação: em andamento (77% concluídos)
Conclusão: setembro de 2015

42. Ampliação da Penitenciária Feminina
Custo: R$ 10,4 milhões
Situação: em andamento (67% concluídos)
Conclusão: outubro de 2015

43. Construção de quatro novos centros de detenção provisória
Custo: R$ 112,8 milhões
Situação: começa em agosto de 2015
Conclusão: 2017

44. Drenagem e pavimentação do Bernardo Sayão (Núcleo Bandeirante)
Custo: R$ 69,2 milhões
Situação: em licitação
Conclusão: 2017

45. Conclusão do projeto executivo do Eixo Norte
Custo: R$ 12,5 milhões
Situação: licitação prevista para o segundo semestre de 2015
Conclusão: 2015

46. Execução das obras do trevo de Triagem Norte
Custo: R$ 79,6 milhões
Situação: retomada prevista para o segundo semestre de 2015
Conclusão: outubro de 2018

47. Execução de obras de ligação do Torto - Colorado
Custo: R$ 75,4 milhões
Situação: retomada prevista para o segundo semestre de 2015
Conclusão: 2017

48. Infraestrutura do empreendimento Parque do Riacho
Custo: R$ 67,8 milhões
Situação: em execução
Conclusão: outubro de 2015

49. Drenagem e pavimentação do Porto Rico, em Santa Maria
Custo: R$ 36,9 milhões
Situação: publicação do edital ocorre no segundo semestre de 2015
Conclusão: 2016

50. Infraestrutura interna do empreendimento Paranoá Parque
Custo: R$ 45 milhões
Situação: em andamento
Conclusão: 2015

51. Infraestrutura externa do empreendimento Paranoá Parque
Custo: R$ 4,4 milhões
Situação: em execução
Conclusão: outubro de 2015

52. Obras de expansão do Metrô
Custo: R$ 630 milhões
Situação: licitação prevista para o segundo semestre de 2015
Conclusão: 2018


Fonte - G1/DF

Postar um comentário

0 Comentários