Foi dada a largada em Novo Gama e Valparaiso de Goiás


Dois ex-aliados na disputa. Sônia Chaves e Alan do Sacolão se enfrentarão nas urnas visando à cadeira de prefeito de Novo Gama e candidatos a prefeito e vereador terão 45 dias para convencer os eleitores de que são as melhores opções nos dois municípios

A partir de terça-feira (16), candidatos à prefeitura e câmaras municipais de Novo Gama e Valparaiso, bem como demais municípios do entorno já podem realizar campanha e propaganda de suas propostas. De acordo com o calendário do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) serão apenas 45 dias para que os postulantes a Executivo e Legislativo promovam ações de divulgação a fim de convencer os eleitores.
Os concorrentes à Prefeitura de Novo Gama e Valparaiso de Goiás esconderam as estratégias publicitárias a serem adotadas na corrida eleitoral até o último minuto, mas, a partir de desta terça (16) e pelos próximos 45 dias, será “chumbo grosso”. Os candidatos prometem “arregaçar as mangas” e conquistar os votos dos mais de 120 mil eleitores dos dois municípios.
A professora Sônia Chaves (PSDB) e Alan do Sacolão (PRB) irão duelar em Novo Gama, enquanto em Valparaiso de Goiás, a disputa ficará mesmo entre Afranio Pimentel (PR) e Phabio Mossoró (PSDB), ao que tudo indica, irão fazer uma campanha bem mais acirrada, uma vez que Afrânio desponta no gosto do eleitorado e Mossoró, por ser apadrinhado político de Leda Borges, terá a deputada no seu palanque. Ambos os candidatos apostam no corpo a corpo, postagens periódicas nas redes sociais e entrega de materiais gráficos (informativos e panfletos).
O eleitorado de Novo Gama é de 52.400 e o numero de cadeiras na Câmara Municipal aumentará de 13 para 15. De acordo com levantamentos, o próximo prefeito será aquele que conseguir abocanhar acima de 19 mil votos, ou seja, 36% dos votos válidos. Todavia, especula-se que para se eleger vereador, o candidato terá que conquistar acima dos 500 votos, ou seja, 1%.
Por sua vez Valparaiso possui 72.906 eleitores e o numero de cadeiras na Câmara Municipal é de 15 vagas.

Para a campanha de Sônia Chaves, por exemplo, os seus assessores dizem que, mesmo diante da vantagem que a tucana possui, o trabalho será reforçado e prometeram empregar "um ritmo forte" de campanha, a partir do dia 16, mas sem mudar rotina. "Em geral os compromissos terão início por volta das 7h30 e terminarão sempre por volta das 23 horas", diz nota encaminhada pela assessoria de imprensa. "A meta é continuar visitando toda cidade, realizando reuniões em vários bairros, apresentando suas propostas e, principalmente, ouvindo a população", reforça a assessoria da prefeiturável, informando que, em média, Sônia Chaves realiza mais de dez visitas a comunidades ou grupos diferentes.
Alan do Sacolão, que pela primeira vez concorre à prefeitura, começa oficialmente a campanha com "reuniões entre correligionários para ampliar a divulgação da candidatura, que foi registrada na semana passada". De acordo com assessoria do prefeiturável, houve tempo hábil para preparar o material, não se concretizando possível atraso geralmente previsto. "A campanha será feita com reuniões, visitas em bairros, caminhadas, entre outras ações que estão sendo definidas", informou assessoria de imprensa.

Falta de informação
De acordo com o TSE, até às 19 horas do dia 15 - horário limite de registros de candidaturas – nem Novo Gama, quanto Valparaiso, não haviam listados os nomes, nem prefeito e vice, tampouco vereador para disputar 15 vagas na Câmara Municipal. Segundo apurou o JSN, o número de candidatos a vereador em Novo Gama, pode superar fácil à marca dos 400.





Postar um comentário

0 Comentários